Lua_ +
  _Receitas Jeito e Talento       _Receitas Jeito e Talento                  
                 
  CURIOSIDADES DE BELEZA
CURIOSIDADES DE BELEZA
 
CONCURSOS DE BELEZA, CUIDADOS, PELE, TRATAMENTO, CABELOS,..

menu curiosidades A HISTÓRIA DO CONCURSO MISS BRASILO QUE É O CONCURSO MISS BRASIO MISS MUNDO NA TVA HISTÓRIA DO CONCURSO MISS MUNDOA COROA DA MISS UNIVERSOO QUE SÃO MECHAS CALIFORNIANAS?ANOREXIA NERVOSAAS 10 MULHERES MAIS BONITAS DO MUNDO, EM 2012A HISTÓRIA DO CONCURSO MISS UNIVERSOCURIOSIDADES SOBRE CONCURSO DE MISSREGULAMENTO DO CONCURSO MISS BRASIL

RELACIONADOS: CURIOSIDADES RECEITAS FOTOS
 
 
01 - A HISTÓRIA DO CONCURSO MISS BRASIL _Tendas Global_tendas, palcos, locação _CSC Vasos_cerâmica artística e vasos ornamentais
 

 


"Primórdios
O concurso começou a ser realizado regularmente em 1954, na boate do Palácio Quitandinha, em Petrópolis, Rio de Janeiro. E desde então, essas lindas mulheres tiveram a tarefa, de representar o Brasil com beleza, elegância no concurso Miss Universo. Os maiôs Catalina fabricados em Petrópolis pela Malharia Águia desde aquela data passaram a patrocinar os concursos fornecendo os maiôs para as misses.

O termo "ex-miss" e sua banalizaçãoOficialmente, não existe o termo ex-miss. De acordo com organizadores de eventos desse meio, "uma vez que a miss é coroada será sempre miss do respectivo ano e lugar". Apesar de ser bastante usado pela mídia (sobretudo em noticiários e sites de fofocas, por exemplo), o termo ex-miss so pode ser usado se a miss for destronada ou perder o título (o que na prática, não acontece).

"Anos Dourados
"Com a entrada dos Diários Associados na promoção do evento, a partir de 1955, o Miss Brasil passou a ter mídia e se tornou o segundo evento mais importante do país atrás apenas da Copa do Mundo FIFA de futebol. As transmissões televisivas, encabeçadas pela Rede Tupi, passaram a ter peso depois que sua sede foi transferida de Petrópolis para a então capital federal em 1958.

Na década de 60, o Brasil conquistaria suas duas únicas vitórias tanto no Miss Universo (Ieda Maria Vargas, 1963 e Martha Vasconcellos, 1968) como no Miss Beleza Internacional (Maria da Glória Carvalho, 1968). Nesse período o país chegou às semifinais e finais de ambos os
concursos por várias vezes. Em 1971, a segunda colocada no Miss Brasil, Lucia Tavares Petterle, Miss Guanabara, foi eleita Miss Mundo.


Mudança para Brasília
Com a queda constante de público no Maracanãzinho, os organizadores do concurso decidiram transferi-lo em 1973 para Brasília, capital do país. A transferência ocorreu por uma razão bem estratégica: era na capital federal que se concentrava mais da metade das conexões de vôos procedentes de todas as regiões do país (na época,cada estado poderia indicar sua candidata).

A transferência do Miss Brasil para o centro do país tinha, além de razões logísticas (a sede dos Diários Associados foi transferida para a cidade), uma razão política extra: a proximidade com o poder facilitaria as recepções de presidentes da República às candidatas. No entanto, nem todos os ocupantes (caso de Ernesto Geisel) eram simpáticos com as misses. Segundo trechos do Diário de Heitor Ferreira,o diário particular do secretário particular do então presidente) reproduzidos pelo jornalista Elio Gaspari em seu livro A Ditadura Derrotada (Companhia das Letras, 2004), Geisel "se recusou a receber as candidatas a Miss Brasil (1974)" no Palácio da Alvorada.

Problemas com a censura
A má receptividade do Miss Brasil por alguns setores do governo Geisel trouxe problemas sérios não só para a sua sobrevivência como a da emissora que o transmitia. Nessa época, era comum ver no Ginásio Nilson Nelson números musicais de artistas considerados "subversivos" ou "perigosos" para o regime militar. Foram os casos de Maria Alcina e Raul Seixas (que eram os números musicais no concurso de 1976). A TV Brasília, emissora dos Diários Associados em Brasília, recebeu várias ameaças de fechamento por desobedecer a Censura Federal por liberarem a performance de algumas músicas vetadas.

Decadência
Sem contar a antipatia do poder público, o concurso também enfrentava sucessivas crises de audiência desde que foi transferido para Brasília. A situação piorou de vez quando a marca de cosméticos Helena Rubinstein retirou seu patrocínio do concurso.

Em 1977, a Rede Tupi transmitira o Miss Brasil ao vivo pela última vez. No entanto, a emissora continuaria a emprestar seu apoio até a sua falência em 1980 (quando sua situação financeira estava gravíssima e os índices de audiência traçavam). A concordata dos Associados (provocada pelo fechamento de sete das nove emissoras da Tupi) obrigou o grupo, nos primeiros dias de 1981, a transferir as franquias do Miss Brasil e do Miss Universo para o SBT (que já transmitia o concurso internacional através da então TVS e das afiliadas da então TV Record em São Paulo, São José do Rio Preto e Franca, que eram de propriedade de Silvio Santos).

Mudança para o SBT
Com a falência do sistema da Rede Tupi em julho de 1980, a responsabilidade pela promoção do Miss Brasil foi transferida para Silvio Santos,o dono do SBT, uma das redes nacionais de TV criadas a partir da partilha determinada pelo Ministério das Comunicações. Nesse período, Marlene Brito (funcionária da rede extinta aproveitada pelo Grupo Sílvio Santos) foi incumbida pela direção da nova emissora de coordenar as atividades correlatas ao concurso. Com isso, Sílvio Santos seria o apresentador fixo do concurso por nove anos

Na "era SBT", o Brasil obteve resultados pífios no Miss Universo (uma finalista e três semifinalistas, fora as premiações especiais de traje típico concedidas em 1981, 1987 e 1989). Com sucessivas quedas drásticas de audiência, o SBT abriu mão do Miss Brasil e do Miss Universo em 1990, e isto foi crucial para a não participação do Brasil no Miss Universo 1990.

Anos 90

Natália Guimarães - Miss Brasil 2007
Vera Fischer - Miss Brasil 1969
Renata Fan - Miss Brasil 1999

Carina Beduschi - Miss Brasil 2005
Com a retirada do SBT da promoção do Miss Brasil, Marlene Brito saiu da emissora e montou uma empresa apenas para a promoção de concursos de beleza. A nova empreitada, batizada de The Most of Brazilian Beauty, promoveu apenas os concursos de 1991 e 1992. Em 1993, por problemas de patrocínio, Marlene decidiu indicar a única miss estadual eleita para aquele ano, a Miss Rio Grande do Sul Leila Schuster para a vaga brasileira ao Miss Universo 1993. A coroação aconteceu num restaurante de São Paulo.

Em 1994, uma associação de cronistas sociais indicou Paulo Max para ficar com as franquias nacionais do Miss Universo e Miss Beleza Internacional. Max morreu em 1996 num acidente de carro na serra Fluminense. Seus filhos, Paulo Max Filho e Ana Paula Sang coordenaram o concurso entre 1997 e 1998.

No entanto, as diversas trocas de organizadores afetaram seriamente o desempenho brasileiro no Miss Universo: o país só chegou às semifinais somente duas vezes (1993 e 1998). Mas,não conseguiu chegar às finais em nenhuma delas. Somente Anuska Prado, Miss Brasil Mundo 1996) se classificou ficando em terceiro lugar quebrando um jejum de 13 anos de classificação do Brasil entre as 5 primeiras colocadas nos 2 concursos mais conhecidos internacionalmente (Miss Universo e Miss Mundo). Em compensação, algumas vencedoras do concurso nacional levaram outros títulos internacionais de menor expressão, como o Nuestra Belleza Internacional (voltado apenas para a América Latina).

Revitalização midiática
À frente do Miss Brasil desde 1999, o empresário Boanerges Gaeta Júnior, diretor da Gaeta Promoções e Eventos, ficou com a franquia do concurso,e decidiu recolocar o concurso na mídia, inicialmente de forma local (através da CNT Rio de Janeiro). Em 2002, a vencedora do concurso de 1997, Nayla Micherif, se tornou sócia da empresa. E após 12 anos,o concurso voltava a ser exibido em rede nacional. A primeira emissora a transmitir foi em 2002, a recém-criada RedeTV!). No ano seguinte em 2003, em uma parceria com a Band, o retornou a ser transmitido em rede nacional, juntamente com o Miss Universo.

A nova "onda missológica"
Após anos com resultados pífios, o concurso voltou a mídia em 2007, quando a mineira Natália Guimarães conseguiu o melhor resultado do país no concurso desde o segundo lugar de Rejane Goulart em 1972, que se seguiu à coroação de Martha Vasconcellos em 1968, e desde então a atenção da mídia para o concurso retornou. Mas, nenhuma das sucessoras de Guimarães (Natália Anderle, Larissa Costa e Débora Lyra) conseguiu a classificação para as semifinais. Mesmo assim, os melhores resultados brasileiros em concursos internacionais representados pela atual coordenação do Miss Brasil, após o fim do reinado de Natália não foram além de um segundo lugar no Miss Continente Americano (Denise Ribeiro em 2009) e uma classificação para as semifinais do Miss Internacional (Rayanne Morais, 2009). Desde então o concurso no Brasil passa por um período de revitalização."

www.curiosidades.jeitoetalento.com.br



+
Revista Jeito e Talento - Turismo e Lazer

_Dicas|dicas jeito e talento

 
  Revista Jeito e Talento - Ensino - Cultura - Arte PIADAS DE MODA_ piadas JT
 
  PRESTE ATENÇÃO EM VOCÊ_dicas JT
Especial Jeito e Talento - Carnaval  
  ...Guardião = Segurança Eletrônica...
 
 
02 - O QUE É O CONCURSO MISS BRASIL _Marmoraria Padre Donizetti_granito, mármore e ardósia _Burin Auto Center_pneus, alinhamento, balanceamento
 






"O Miss Brasil é um concurso de beleza que elege, entre as representantes de cada estado do nosso país, a candidata que melhor represente a beleza da mulher brasileira. A campeã irá disputar o titulo da mulher mais bela do mundo, o Miss Universo. Violeta Lima Castro é o primeiro registro que se encontra sobre concursos de beleza no Brasil. Ela foi eleita a mais bonita brasileira no ano de 1900, apesar de alguns pesquisadores afirmarem que uma francesa, naturalizada brasileira tenha sido nossa primeira Miss, no ano de 1865. E assim seguiu-se ano a ano o concurso, no ano de 2007 quem ganhou o título foi a representante de Minas Gerais, Natália Guimarães com todo seu charme e elegância. Já nesse ano que está se finalizando, quem entrou para a história sendo consagrada Miss Brasil 2008 foi a gaúcha Natália Anderle, que durante todo o tempo do concurso esbanjou muita beleza e sensualidade. Recebendo o maior prêmio oferecido desde 1954: 200 mil reais, um relógio de porcelana com brilhantes da Magnun e um automóvel zero km."

Miss Brasil é o mais importante concurso de beleza realizado no Brasil que visa eleger, entre as representantes de cada unidade da federação, uma candidata que represente a beleza da mulher brasileira para que esta possa representar o Brasil no Miss Universo que atualmente é o mais importante concurso de beleza internacional.

Existem várias versões do concurso Miss Brasil, porém, o único Miss Brasil realmente é o que elege a representante do país para o Miss Universo. Existem também concursos de menor porte e importância como o Miss Mundo entre outros, sendo que estes concursos enviam suas vencedoras ao concursos internacionais correspondentes."

 



+
Revista Jeito e Talento - Turismo e Lazer

_Fotografando JT

 
  Revista Jeito e Talento - Turismo e Lazer RECEITAS CASEIRAS PARA TRATAMENTO DAS MÃOS_dicas JT
 
  RECEITAS CASEIRAS PARA TRATAMENTO DAS MÃOS_dicas JT
Especial Jeito e Talento - Carnaval  
  ...Portal Jeito e Talento_variedades...
 
 
03 - REGULAMENTO DO CONCURSO MISS BRASIL _Eletroserv_material e instalações elétricas em geral, alarmes e antenas _Burin Auto Center_pneus, alinhamento, balanceamento
 

 

"Para participar do concurso Miss Brasil, a candidata deve preencher os seguintes requisitos:

Ser do sexo feminino;
Ser cidadã brasileira por um período de pelo menos 12(doze) meses que antecedem a realização do concurso:
Ser residente no País;
Ter no minimo 18 (dezoito) anos e no máximo 26 (vinte e seis) anos até o dia 31 de dezembro correspondente ao ano do concurso
Não são aceitas candidatas emancipadas;

Nunca ter sido casada, nem ter tido casamento anulado;
Nunca ter sido mãe, não estar grávida;
Nunca ter sido fotografada ou filmada totalmente despida, expondo os seios e partes íntimas;
Nunca ter sido fotografada ou filmada em cena de sexo explícito;
Ter estatura minima de 170 (cento e setenta) centímetros.
No entanto, algumas brechas no regulamento permitem que candidatas que não nasceram nos Estados pelos quais vão competir participem da disputa nacional. É o caso de Márcia Gabrielle (carioca, eleita Miss Brasil por Mato Grosso em 1985), de Gislaine Ferreira (mineira, eleita Miss Brasil por Tocantins em 2003) e de Débora Lyra (capixaba, eleita Miss Brasil por Minas Gerais em 2010). As regras também abrem brechas perigosas como a alteração dos nomes de competição das misses.O caso de maior repercussão foi o caso da Miss Pernambuco 2008, Michelle Fernandes da Costa, que quase teve o título estadual cassado por posar para a Revista Playboy de março de 2009, ainda em função de sua participação no Big Brother Brasil 9.

Obrigatoriamente, a interessada em ser candidata a miss municipal ou estadual ao Miss Brasil deve ser cidadã brasileira plena. A vencedora só pode participar do Miss Universo do ano corrente, mas essa regra não impede que algumas misses tentem outros títulos internacionais após o fim de seus reinados. Adriana Alves de Oliveira foi (Miss Brasil em 1981 e Miss Brasil Mundo 1984).

Etapas de classificação
Até a semana do Miss Brasil, há uma série de procedimentos de seleção. O primeiro deles, em alguns Estados, consiste na seleção das candidatas municipais para os concursos estaduais (cujas datas ficam sob critério e responsabilidade exclusiva de seus franqueados e/ou diretores).

No entanto, em Estados onde não há concurso, a escolha da representante se dá através por meio de um casting que a direção local possui de modelos inscritas em anos anteriores para a disputa da indicação final.

Concursos estaduais
Eventos de grande importância histórica para o processo de eleição da Miss Brasil, os concursos dos Estados e do Distrito Federal podem ser supereventos e receber artistas de renome nacional.Os seguintes concursos são considerado de grande porte: o Miss São Paulo, Miss Minas Gerais e são transmitidos nacionalmente

Os concursos de porte médio, como o Miss Rio de Janeiro, Miss Pará, Miss Santa Catarina, Miss Bahia, Miss Rio Grande do Sul e Miss Pernambuco, por exemplo, têm suas transmissões restritas aos respectivos Estados e são amplamente repercutidos pelas mídias locais e sites nacionais especializados no assunto.

Dia do concurso
Um mês antes da final nacional, as candidatas começam a cumprir agendas de compromissos para a emissora geradora do evento (gravação de vinhetas, perfis individuais e fotos de divulgação). Depois, as misses encerram a preparação em seus Estados para receberem os trajes típicos da noite do concurso.

Na semana do Miss Brasil, as candidatas fazem as fotos oficiais para os perfis de votação online, participam de ensaios e cumprem agenda de city tour na cidade-sede e, eventualmente, programação com autoridades. Em algumas edições, a Miss Universo reinante é a convidada de gala para o evento e cumpre agenda paralela de atividades beneficentes determinadas por obrigações contratuais.

Ao contrário do Miss Universo, não acontece a competição das preliminares, sendo que a definição das semi-finalistas e finalistas do Miss Brasil fica é na noite do concurso. Fora isso, a única competição prévia é a de melhor traje típico estadual. A vencedora, além das premiações da organização, cumpre uma agenda de mídia antes de retornar a seu Estado e cumprir sua preparação para o Miss Universo que é realizado na maioria das edições em um local diferente."

www.curiosidades.jeitoetalento.com.br



+
Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas

_Enigmas JT

 
  Revista Jeito e Talento - Portal PALAVRAS-CRUZADAS DE DEBUTANTES_passatempos JT
 
  MENSAGENS PARA DEBUTANTES_frases JT
Especial Jeito e Talento - Aniversários  
  ...Receitas JT_faça você mesmo e saboreie...
 
 
04 - A HISTÓRIA DO CONCURSO MISS UNIVERSO _Vizioli Imóveis_compra, venda, administração e locação _Loja do Sidney_calçados, enxovais, confecções em geral
 

 

""Miss Universo (no original: Miss Universe) é a mais importante competição internacional de beleza feminina, realizada anualmente e promovida pela Miss Universe Organization, de propriedade do empresário Donald Trump. É um dos eventos mais vistos no mundo, com uma audiência internacional de cerca de 600 milhões de telespectadores.

Foi criado na Califórnia em 1952 pela empresa de vestuário Pacific Mills e tornou-se através dos anos um evento da Kayser-Roth Corporation e da Gulf and Western Industries, até ser comprado em 1996 por Donald Trump. Em 1998, o Miss Universo alterou sua razão social de Miss Universe Inc. para Miss Universe Organization e sua sede foi tranferida de Long Beach para Nova York. Trump contratou uma nova equipe de profissionais de suas empresas para dirigir e organizar o concurso, incluindo a CEO Molly Miles e a presidente Maureen Reidy. A organização passou a usar o lema "Redefinido para o presente" para a realização de seus concursos. Na mesma época criou sua nova logomarca: The Woman with the Stars (A Mulher com as Estrelas), usado até hoje.

A atual Miss Universo, 2010 é Ximena Navarrete, do México, eleita em Las Vegas em 23 de agosto de 2010.

HistóriaO concurso de Miss Universo é inspirado no antigo International Pageant of Pulchritude (Desfile Internacional de Beleza), que, no período de 1926 a 1935, se realizava anualmente, atribuindo o título de "Miss Universo" à vencedora. A gaúcha Yolanda Pereira foi a primeira e única brasileira a conquistar o título em sua versão antiga, em 1930 - sem nenhuma relação com o evento posterior - quando houve dois concursos, um nos EUA e outro no Brasil. A Grande Depressão e os acontecimentos que precederam a Segunda Guerra Mundial levaram à supressão do certame.

No pós-guerra, organizou-se novamente o concurso, com novos moldes e a competição voltou a acontecer a partir de 1952. Em 1950, o Miss America, o concurso nacional de beleza norte-americano até então existente, foi realizado sob o patrocínio dos maiôs Catalina. A vencedora, Yolanda Betbeze, porém, se recusou a posar para fotos vestindo os trajes de banho da patrocinadora, no que teve apoio da organização, que declarou que a atitude de Yolanda apontava para um novo status dos concursos de beleza, em que não apenas o físico era relevante, mas também a 'inteligência, os valores pessoais e a capacidade liderança da mulher.

Participantes do Miss Universo 1953, segunda edição do concurso, em Long Beach, Califórnia.Desgostosa com o fato, a Catalina retirou-se do Miss America e resolveu criar seu próprio concurso, o Miss USA, e em seguida o Miss Universe, no que teve a parceria do Universal Studios. O concurso a princípio teria o nome de 'Miss United Nations' mas a entrada da Universal na organização e divulgação acabou levando ao nome final pelo qual é conhecido.

Então, em 1952, no balneário americano de Long Beach, completamente reconstruído após um terremoto em 1933, aconteceu a ´primeira edição do concurso. Com um investimento de US$1 milhão, uma fortuna na época, e a participação de 29 concorrentes de todo mundo, além de participantes de estados americanos, (Miss Havaí foi a segunda colocada) a finlandesa Armi Kuusela foi a vencedora, recebendo o prêmio máximo, um contrato com a Universal. Desde então, o concurso se realiza anualmente.

Um fato ocorrido durante o ano de reinado de Kuusela acabaria criando regras mais rígidas para o concurso dali em diante. Numa de suas inúmeras viagens pelo mundo, ela conheceu um empresário filipino em Manila, por quem apaixonou-se à primeira vista. A relação foi tão fulminante que a Miss Universo abandonou as obrigações com a organização ao meio e voou com o empresário para Tóquio, no Japão, onde casaram-se, e ela renunciou à coroa nos dias seguintes. O fato fez com que a partir dali mulheres casadas não pudessem mais participar do evento e, oficialmente, as regras passaram a estipular que caso uma Miss Universo não pudesse por qualquer motivo completar seu mandato, ela seria imediatamente substituída pela segunda colocada, que assumiria o título e as obrigações decorrentes dele pelo restante do mandato anual.

Entre 1952 e 1971, todas as edições do concurso foram realizadas nos Estados Unidos, divididos entre a Califórnia e a Flórida. A partir daí, espalhou-se pelo mundo, com cidades anfitriãs na Ásia, Europa, Oceania, África, Caribe e América do Sul.

Miss Universo 1926 - 1935
Organizadores
Nos primeiros anos, o certame esteve sob a responsabilidade da empresa de vestuário Pacific-Mills e teve como patrocinador principal a marca de maiôs Catalina. Mais tarde, foi vendido para a empresa Kayser-Roth. Em 1977, a Kayser-Roth foi comprada pela Gulf+Western Industries, então dona dos estúdios de cinema Paramount. Em 1996, Donald Trump comprou os direitos do concurso em parceria com a rede CBS, então geradora em nível internacional.

No final de 2002, Trump revenderia dois contratos relativos aos direitos de transmissão: um com a rede NBC, para transmissão em território norte-americano (que incluiria uma transmissão em espanhol por sua subsidiária a Telemundo) e outro com a empresa Alfred Haber, para a distribuição internacional do evento.

Concurso hoje
Desde junho de 2002, o concurso vem sendo realizado numa parceria entre a Miss Universe Organization, baseada em Nova York, e a rede de televisão NBC. A atual presidente é Paula Shugart. A organização também vende os direitos de transmissão da final para outros países, além de produzir e organizar o Miss USA e o Miss Teen USA. A vencedora do Miss USA representa o país no Miss Universo.

Sistema de classificação
Preliminares
Dias antes do Miss Universo, são realizadas as provas preliminares de traje de gala, traje de banho e para a escolha do melhor traje típico dentro de um evento intitulado Presentation Show, fechado para jornalistas. Os resultados são mantidos sob sigilo até o dia do concurso.

Formato da competição
Nos primeiros anos, as competidores que passavam da primeira classificatória eram anunciadas após a seleção preliminar. De 1965 em diante, as semifinalistas passaram a ser escolhidas em segredo pelos jurados, com seu anúncio feito apenas na noite da final oficial transmitida pela televisão. As semifinalistas então competem novamente em trajes de gala e biquíni e as cinco finalistas são anunciadas. Em 1960 uma entrevista foi incluída para definir a vencedora e a segunda colocada.
De 1959 a 1964 houve pequenas mudanças no formato de escolha. Nestes anos não houve um último corte final, a Miss Universo e as segunda, terceira e quarta colocadas eram anunciadas diretamente do grupo de 15 semifinalistas. Em 1965 o concurso voltou ao formato inicial, com um corte final de cinco finalistas e assim se manteve até 1989.
Em 1969, uma última questão foi colocada às últimas cinco finalistas. A pergunta final passou a ser uma característica do espetáculo, utilizada na maioria dos concursos. A partir de 1990 ela se estabeleceu e desde então faz parte obrigatória de todas as edições, sendo considerado de grande importância a qualidade das respostas dadas pelas finalistas para a decisão final dos jurados.
Em 1990, a organização implementou mudanças profundas na competição. Ao invés de cinco finalistas, o grupo passou a ser reduzido de dez semifinalistas para seis. Cada classificada então selecionava aleatoriamente por sorteio um jurado e respondia à uma pergunta feita por este jurado. Após isso, o grupo então era novamente reduzido e desta vez para três últimas concorrentes. Em 1998, o número de finalistas saídas das quinze semifinalistas voltou a ser reduzido para cinco mas continuou a haver um último corte que as reduzia às três finais. A partir de 2001, o formato tradicional com 5 finalistas, dali saindo a nova Miss Universo, voltou a ser instalado.
Em 2000, a parte das entrevistas nas semifinais foi retirada e as competidoras voltaram, como no concurso em suas origens, apenas a desfilar com os trajes de gala e os de banho.
Em 2003, voltou a haver uma primeira seleção de 15 semifinalistas ao invés de dez. Um corte seguinte levava às dez semifinalistas e outro às Top 5. A pergunta final passou a variar, vindo das próprias competidores umas às outras e da própria Miss Universo vigente.
Em 2006, o primeiro corte deixou 20 semifinalistas na competição, que participavam do desfile de biquíni. Após este desfile, eram eram cortadas para dez semifinalistas, que competiam então no desfile de traje de noite. Depois desta segunda rodada, as últimas cinco finalistas eram anunciadas e respondiam à pergunta final. Ao final da competição, as segunda, terceira, quanrta e quinta colocadas eram anunciadas em ordem decrescente até o anúncio final da nova Miss Universo, coroada então pela miss do ano anterior.
No ano seguinte, em 2007, houve nova mudança. voltando ao primeiro corte com 15 semifinalistas, que participavam do desfile de trajes de banho. Depois desta etapa, dez eram selecionadas para o desfile em traje de noite onde mais cinco eram cortadas. As últimas cinco finalistas então respondiam à pergunta final dos jurados, sendo uma delas escolhida a nova Miss Universo, após o anúncio em ordem decrescente da quinta, quarta, terceira e segunda colocadas.
[editar] Exibição das notas na TVDe 1978 a 2002 era comum ver as notas das misses na TV para saber quem tinha passado e quem não tinha chances de ir às semifinais, bem como as notas de maiô, entrevista individual e trajes de gala. Mas o que determinava a classificação de uma candidata a Miss Universo era a média das notas das preliminares.

Terminadas as provas de maiô, entrevista e trajes de gala, aparecia uma última ponderação de notas, desta vez para determinar as cinco finalistas. A partir de 2000, a entrevista passou a ser restrita às cinco finalistas.

Com as mudanças na classificação implantadas em 1990, a entrevista final era feita para as misses do top 6 e posteriormente às três primeiras finalistas, saídas do top 6 (até 1997) e top 5 (de 1998 a 2000). Em 2001, as cinco finalistas voltaram a ser submetidas a essa prova, o que acontece até hoje.

As notas chegaram a ficar extintas entre 2003 a 2006, mas a partir de 2007, as notas parciais voltaram a ser divulgadas pela TV (somente nos desfiles de Traje de Banho e o Traje de Gala).

Jurados

Os jurados do Miss Universo tem a função de avaliar a performance das candidatas na fase preliminar e na noite final do concurso. Há júris separados para o Presentation Show (onde são julgados os quesitos de traje de gala e traje de banho) e a prova de trajes típicos, cuja vencedora era anunciada com antecedência até 2005. Para a noite de eleição da nova Miss Universo é chamado um júri formado por ex-misses, personalidades da moda e do entretenimento, jornalistas e artistas da televisão americana e mundial.

Entre as celebridades mundiais mais expressivas que já passaram pela banca de jurados do Miss Universo estão os escritores Leon Uris e Mario Vargas Llosa, os atores Peter Sellers e Ginger Rogers, o empresário dos cosméticos Max Factor, a ginasta romena Nadia Comaneci e Pelé.

Juramento
De 1960 a 1990, o Juramento da Miss Universo foi lido após a coroação de cada vencedora (sempre em off, primeiro por uma co-apresentadora e depois pela voz gravada da eleita em inglês):

"We, the young women of the universe, believe people everywhere are seeking peace, tolerance and mutual understanding. We pledge to spread this message in every way we can, wherever we go." (Nós, as jovens do universo, acreditamos que as pessoas de todos os lugares buscam a paz, a tolerância e o entendimento mútuo. Nós prometemos difundir esta mensagem de todas as maneiras que pudermos, em todos os lugares que formos)."

www.curiosidades.jeitoetalento.com.br



+
Revista Jeito e Talento - Ensino - Cultura - Arte

_Fotografando JT

 
  Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas FRASES PARA DEBUTANTES_frases JT
 
  MODELOS DE VESTIDOS DE DEBUTANTES_fotos JT
Especial Jeito e Talento - Carnaval  
  ...Marmoraria Padre Donizetti = granito, mármore e ardósia = Marmoraria Padre Donizetti...
 
 
     
Recomende: facebook | twitter | orkut | msn (contato@jeitoetalento.com)
 
 
 
CURIOSIDADES (JT)

CURIOSIDADES (JT)
 
    ANTERIORES - PRÓX. CURIOSIDADES    
  PÁGINAS << 01 ... 01 02 03 ... 03 >> MENU  
VEJA TAMBÉM...

menu frases Correio Elegante - GalanteioMensagens para Aaniversários de 15 anosMensagens de FormaturaFrases de PáscoaFrases BíblicasHinos de Futebol - letra e músicaAniversários de AdultosFrases de AmizadeFrases de Para-Choque de CaminhãoMensagens para CasamentosFrases de Aniversário de 2 anosFrases de NatalFrases EngraçadasRimas de AmorCantigas de Roda - letra e músicaMensagens de DespedidaMensagens de AcolhidaCantadas e XavecosFrases para Aniversários de 15 anosParlendas InfantisTrava LínguasCerimoniais para DebutantesMensagens para Aniversários de 18 anosMensagens de ReconciliaçãoGírias de FutebolRimas de RodeioFrases de Aniversário de l ano

_anuncie_ __________ PORTAL __________ _anuncie_
_Tendas Global_tendas, palcos, locação GRIFE JEITO E TALENTO GRIFE JEITO E TALENTO _Piadas JT_sorria para vida, anedotas, o que é, o que é, adivinhas

Painel Jeito e Talento Painel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e Talento

(www.tendasglobal.jeitoetalento.com)
(JT) (www.anuncie.jeitoetalento.com)