Lua_ +
  _Revista Geral Jeito e Talento       _Revista Geral Jeito e Talento                  
                 
  CURIOSIDADES DE CONSTRUÇÃO
CURIOSIDADES DE CONSTRUÇÃO
 
CONSTRUÇÃO, CIVIL, PÚBLICAS, OBRAS, PEDREIROS, CIMENTO, AREIA, REFORMA, CASA, ENGENHARIA, ACABAMENTOS, REIDÊNCIAS, MORADIA...

menu curiosidades A MAIOR PONTE DO MUNDODICIONÁRIO DA CONSTRUÇÃOA CONSTRUÇÃO DAS ESCADASO TEMPLO DE SALOMÃOA MISTERIOSA ARTE DAS PIRÂMIDESO TEMPLO DE SALOMÃO, NO BRASILA MAIOR CASA NA ÁRVORE DO MUNDOPRÉDIOS A PROVA DE TERREMOTOSAS FUNÇÕES DOS PROFISSIONAIS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

RELACIONADOS: CURIOSIDADES RECEITAS FOTOS
 
 
05 - O QUE QUEREM DIZER AS PALAVRAS USADAS EM CONSTRUÇÃO E REFORMAS...
DICIONÁRIO DA CONSTRUÇÃO LETRAS ***A - Z***
_Vizioli Imóveis_compra, venda, administração e locação _Anuncie Aqui!
 

 


ABERTURA - Termo genérico que resume todo e qualquer rasgo na construção, seja para dar lugar as portas, janelas, vidros, etc., seja para criar frestas ou vãos.
ABRAÇADEIRA - Peça em ferro que tem como função segura as vigas do madeiramento ou parede.
ABRIGO - Lugar onde se pode proteger, indica locais como garagem, também chamada abrigo de carro, automóvel.
ACABAMENTO - Arremate final da estrutura e dos ambientes da casa, feito com os diversos revestimentos de pisos, paredes e telhados.
ACETINADO - Todo o material tratado para ter textura semelhante ao cetim.
ACESSO - Rampa, escada, corredor ou qualquer meio de entrar e sair de um ambiente, uma casa ou um terreno.
ACRÉSCIMO - É o aumento de uma construção, quer no sentido horizontal, quer no vertical.
ACÚSTICA - A parte da física das construções que trata do projeto e construção de recintos com certas características, como ausência de eco e de reverberação, de modo a permitir a audição distinta dos sons produzidos ou propagados e a assegurar a isolação dos mesmos em relação aos ruídos externos, e vice-versa.
ADEGA - Também conhecida como cave. A palavra, provavelmente, tem origem no termo francês cave: lugar especial da casa, em geral no subsolo, onde se guardavam os vinhos e os azeites.
AGRIMENSOR - Topógrafo. Profissional que estuda os níveis e as características do terreno para ajudar o arquiteto ou engenheiro em seu trabalho.
ÁGUA-FURTADA ou SÓTÃO - Vão entre as tesouras do telhado. Ângulo do telhado por onde correm as águas pluviais. Quando provido de janelas, também recebe o nome de mansarda. Sótão com janelas que se abrem sobre as águas do telhado.
ALAMBRADO - A cerca feita com fios de arame que delimita um terreno.
ALÇAPÃO - Portinhola no piso ou no forro que dá acesso a caves ou sótãos.
ALICERCE - Base maciça de alvenaria que fica sob o solo e que recebe a carga das paredes da construção.
ALINHAMENTO - É a linha projetada e locada para marcar o limite entre o lote e o logradouro público.
ALPENDRE - Cobertura suspensa por si só ou apoiada em colunas sobre portas ou vãos. Geralmente, fica localizada na entrada da casa. Aos alpendres maiores dá-se o nome de varanda.
ALVARÁ DE CONSTRUÇÃO - Documento emitido pela autoridade municipal onde a construção está localizada, que licencia a execução da obra, para sua obtenção existe uma série de exigências a serem cumpridas, como entrega de jogo de plantas devidamente assinadas pelos PREO e proprietário.
ALVENARIA - Conjunto de pedras, de tijolos ou de blocos - agregado ou unido com argamassa ou não - que forma paredes, muros e alicerces.
ALTURA - Dimensão da perpendicular, por ex., de um ponto a uma reta. A altura é universalmente designada pela letra h.
ALTURA DE UMA FACHADA - É o segmento vertical medido no meio de uma fachada e compreendido entre o nível do meio-fio e uma linha horizontal passando pela parte mais alta da mesma fachada, quando se tratar de construção no alinhamento do logradouro.
AMARRAÇÃO - Última fiada posta num painel de alvenaria ou blocos, feita pelo pedreiro. Os blocos são dispostos em geral diagonalmente e prensando a massa, hoje esta técnica tem sido dispensada. A maneira de dispor dos materiais de construção de modo a formarem um conjunto coeso e estável.
AMIANTO - Tem origem num mineral chamado asbesto e é composto por filamentos delicados, flexíveis e incombustíveis. É usado na construção de refratários (como churrasqueiras) e na composição do fibrocimento (como, caixa-d'água), seu pó é extremamente tóxico e nocivo.
ANDAIME - Equipamento em forma de plataforma usada para alcançar pavimentos superiores das construções e executar serviços em diversos níveis acima do piso.
ANDAR - Pavimento acima do rés do chão.
ANTEPROJETO - Primeiras linhas traçadas pelo arquiteto em busca de uma idéia ou concepção para desenvolver um projeto.
APRUMAR - Acertar a verticalidade de paredes, colunas ou esquadrias por meio do chamado fio de prumo.
ARANDELA - Todo e qualquer aparelho de iluminação apoiado em paredes.
ARGAMASSA - Mistura de materiais inertes (areia) com materiais aglomerantes (cimento e/ou cal) e água, usada para unir ou revestir pedras, tijolos ou blocos, que forma conjuntos de alvenaria. Ex.: argamassa de cal (cal + areia + água). A argamassa magra ou mole é a mistura com menor quantidade de aglomerante (cal e/ou cimento), responsável pela aglutinação. Já a argamassa rica tem o aglomerante em abundância.
ARQUITETO - Profissional que idealiza e projeta uma construção. Possui a arte da composição, o conhecimento dos materiais e suas técnicas e a experiência na execução de obras.
ARQUITETURA - Arte de compor e construir edifícios para qualquer finalidade, tendo em vista o conforto humano, a realidade social e o sentido plástico da época em que se vive ou que se quer copiar. Uma das artes mais antigas. Escritos medievais são ilustrados com Deus segurando compasso e esquadro, uma alusão ao arquiteto do universo.
ARRANQUE - o início da formação da curvatura de um arco ou abóbada sobre a imposta. o mesmo que nascença. o termo também designa o trecho da armação de ferro que serve de espera para dar continuidade na armação de pilares.
ARREMATE - Finalizar um serviço na fase de acabamento da obra.
ART (CREA) - A ART assim denomina-se a Anotação de Responsabilidade Técnica que deve ser feita para cada obra, mediante o pagamento de taxa tabelada pelo CREA da Região.
ASSENTAR - Colocar e ajustar tijolos, blocos, esquadrias, pisos, pastilhas e outros acabamentos.

AZULEJO - Ladrilho. Placa de cerâmica podendo ser polida e vidrada de diversas cores.
BALDRAME - Designação genérica dos alicerces de alvenaria. Conjunto de vigas de concreto armado que corre sobre qualquer tipo de fundação. Peças de madeira que se apóiam nos alicerces de alvenaria e que recebem o vigamento do soalho.
BANGALÔ - Do inglês bungalow, designa as casa de campo construídas na Índia, térreas e com grandes varandas cobertas.
BANNER - Termo que significa elemento de propaganda ou letreiro.
BARRADO - Lambris, revestimento colocado nas partes inferiores das paredes.
BARRACÃO - Abrigo ou telheiro, ou casa provisória, geralmente de madeira, para guardar utensílios ou depositar materiais de construção, num canteiro de obras; barraca.
BASCULANTE - A peça que leva esse nome devido ao sistema empregado em portas e janelas, onde as peças giram em torno de um eixo até atingir a posição perpendicular em relação ao batente ou à esquadria, abrindo vãos para ventilação.
BATE-ESTACA - Equipamento usado para cravar a estaca no solo.
BATENTE - Rebaixo onde a porta ou a janela se encaixa ao fechar. A folha que fecha primeiro, na portas ou janela.
BEIRAL - Prolongamento do telhado para além da parede externa, protegendo-a da ação das chuvas. As telhas dos beirais podem ser sustentadas por mãos-francesas e fixadas por arames de cobre.
BENFEITORIAS - São as obras ou despesas que se fazem num imóvel visando a conservação, a melhoria ou simplesmente, o embelezamento, tornando-o mais agradável.
BETONEIRA - Máquina que prepara o betão ou concreto ou mistura as argamassas.
BITOLA - Dimensionamento do diâmetro do aço, ferro ou madeira.
BLOCO - Designa edifícios que constituem um só conjunto construído.
BLOCO CERÂMICO - Ou Tijolo de Barro elemento de vedação com medida-padrão. Pode ter função estrutural ou não, tem como fim a execução das paredes.
BLOCO DE CONCRETO - Elemento de dimensões padronizadas. Tem função estrutural ou decorativa, sua qualidade geralmente é melhor que o de cerâmica ou barro.
BLOCO DE GESSO - Elemento de gesso vazado medindo 70x50x7,5 cm macho x fêmea, assentado para executar paredes com acabamento final para pintura.
BLOCO DE VIDRO - Elemento de vedação que ajuda a iluminar o ambiente, é empregado com uso de vergalhões intercalados na massa para dar estrutura e segurança na parede.
BLOQUETE OU BLOKET - Elementos pré-moldados de concreto, altura de 6 e 8 cm, com formato de 16 faces (ou menos) de encaixe utilizável em pavimentação intertravada sobre colchão de pedra, pedrisco e areia, cada fabricante dá um nome.
CAIBRO - Peça de madeira, geralmente de seção próxima ao quadrado, que junto com outras sustenta as ripas de telhados ou de assoalhos. Nos telhados, o caibro assenta nas cumeeiras, nas terças e nos frechais. No piso, apeia-se nos barrotes.
CAIXA-D'ÁGUA - Depósito de água confeccionado em materiais como concreto armado, fibrocimento, aço ou plástico.
CAIXA DE ESCADA - Espaço, em sentido vertical, destinado à construção da escada.
CAIXA DE GORDURA - Caixa para retenção de gorduras, instalada após o sifão, na canalização de esgoto da pia da cozinha.
CAIXA DE INSPEÇÃO - Caixa enterrada nos pontos de mudança de direção de uma canalização de esgotos ou águas pluviais, ou em determinados pontos ao longo de trechos intensos da mesma, que permite o acesso para limpeza e inspeção.
CAIXILHO - Parte da esquadria que sustenta e sustenta os vidros de portas e janelas. Ver Esquadria.
CAL - Material indispensável à preparação das argamassas. É obtida a partir do aquecimento da pedra calcária a temperaturas próximas dos 1000 graus Celsius, processo que resulta no aparecimento do monóxido de cálcio (CaO) e ganha o nome de cal virgem.
CALAFATE - Chamada assim a limpeza grossa final de obra para entrega.
CALAFETAR - Vedar fendas e pequenos buracos surgidos durante a obra em diversos materiais, e é executada após a raspagem de pisos de madeira pelo "calafate" com aplicação de pó de serragem fina e cola, resina ou verniz poliuretano.
CÁLCULO ESTRUTURAL - Cálculo que estabelece a dimensão e a capacidade de sustentação dos elementos básicos de uma estrutura, podendo ser esta de concreto armado, de estrutura metálica, de madeira ou de outros materiais com pedra ou blocos.
CALHA - Canal. Duto de alumínio, ferro galvanizado, cobre, PVC , latão , fibrocimento ou concreto que recebe as águas das chuvas e as leva aos condutores verticais.
CANTEIRO DE OBRA - Local da construção onde se armazenam os materiais (cimento, ferro, madeira, etc.) e se realizam os serviços auxiliares durante a obra (preparação da argamassa, dobragem de ferro, etc.)
CANTONEIRA - Peça em forma de "L" que remata quinas ou ângulos de paredes. Também serve de apoio a pequenas prateleiras.
CARPETE DE MADEIRA - Conjunto de pranchas de madeira ou de laminado, em forma de tábuas, que são encaixadas e/ou coladas ao contrapiso.
CARPINTEIRO - Profissional que trabalha o madeiramento de uma obra.
CASA - Edifício de um ou poucos andares, destinado, geralmente, a habitação; morada, vivenda, moradia, residência, habitação. Cada uma das divisões de uma habitação; dependência, quarto, sala. Local destinado a reuniões ou até à moradia de certos grupos de pessoas. Estabelecimento, firma, empresa.
CERÂMICA - Arte de fabricação de objetos de argila cozida, tais como tijolos, telhas e vasos. Também refere-se às lajotas usadas em pisos ou como revestimento de paredes.
CERCA VIVA - Sebe viva; arbustos plantados para formar um elemento de vedação e fechamento.
CHALÉ - Do francês chalet. Casa de campo de madeira com telhados em duas águas, bem inclinados, que avançam sobre a fachada.
CHAPISCAR - Aplicar argamassa de cimento e areia grossa (proporção geralmente 1:3) contra a superfície para torná-la áspera e facilitar a aderência da primeira camada de argamassa.
CHUMBAR - Fixar com cimento qualquer elemento à alvenaria.
CIMENTO - Aglomerante obtido a partir do cozimento de calcários naturais ou artificiais. Misturado com água, forma um composto que endurece em contato com o ar. É usado com a cal e a areia na composição das argamassas.
CLARABÓIA - Abertura no teto da construção, fechada por caixilho com vidro ou outro material transparente, criada para levar iluminação e/ou ventilação naturais aos ambientes em geral sem janelas.
CLOSET - Palavra inglesa; pequeno cômodo usado como quarto de vestir.
COBERTURA - Conjunto de madeiramentos e de telhas que serve de proteção à casa.
COIFA - Cobertura feita de metal, que suga a fumaça dos fogões.
COLUNA - Elemento estrutural de sustentação, quase sempre vertical.
COMPARTIMENTO - Espaço arquitetônico destinado a uma determinada função. Podem ser de permanência noturna (doméstica), permanência diurna (salas) e transitórios (serviços).
CONDUÍTE - Tubo de metal galvanizado ou de plástico, flexível, que conduz fiação elétrica.
CONTRAPISO - Camada, com cerca de 3 a 5 centímetros de cimento e areia, que nivela o piso antes da aplicação do revestimento.
CONTRAVERGA - Viga de concreto usada sob a janela para evitar a fissuração da parede.
CORRIMÃO - Apoio para a mão colocado ao longo das escadas.
CORTE - Desenho que apresenta uma construção sem as paredes externas, deixando à mostra uma série de detalhes como: pé-direito, divisões internas, comprimentos, escadas, etc.
COTA - Toda e qualquer medida expressa em plantas arquitetônicas.
CROMADO - Metal que recebe uma camada de cromo. Elemento metálico, duro, que dá brilho semelhante ao aço inoxidável.
CROQUI - Primeiro esboço de um projeto arquitetônico.
CUMEEIRA - Parte mais alta do telhado, linha de cume, onde se encontram as superfícies inclinadas (águas). A grande viga de madeira que une os vértices da tesoura e onde se apóiam os caibros do madeiramento da cobertura. Também chamado espigão horizontal.
DECK - Piso em madeira ripada, geralmente para circundar piscinas, banheiras e represamentos de água ou servir de palco criando desnível.
DECLIVE - Quando o terreno se apresenta em descida em relação à rua; ladeira vista de cima para baixo.
DEMÃO - Cada uma das camadas de tinta ou qualquer outro líquido aplicada sobre uma superfície qualquer.
DESATERRO ou DESTERRO - Local de onde se retirou um volume de terra.
DILATAÇÃO - Aumento de dimensão, do volume dos corpos, principalmente a partir da ação do calor.
DISJUNTOR - Dispositivo destinado a desligar automaticamente um circuito elétrico sempre que ocorrer sobrecarga da corrente.
DIVISÓRIA - Paredes que separam compartimentos de uma construção. Tapumes, biombos.
DRY-WALL - Paredes executadas com gesso acartonado impermeável, gesso cujo papel utilizado é verde e perfis metálicos.
EDIFICAÇÃO - Obra, construção.
EDÍCULA - Construção aos fundos da casa, onde, geralmente, ficam instalados a área de serviços, as dependências de empregados ou o lazer.
ELEMENTO VAZADO - Peça produzida em concreto, cerâmica ou vidro, dotado de aberturas que possibilitam a passagem de ar e luz para o interior da casa. Comum em muros, paredes e fachadas.
ELETRICISTA - Profissional encarregado de fazer a instalação elétrica projetada pelo engenheiro.
EMBARGO DE OBRA - Ocorre a imposição de paralisação dos trabalhos na obra quando alguma lei é desobedecida, ou licença não autorizada, em geral a prefeitura e os órgãos fiscalizadores (CREAs, IBAMA, FEEMA) possuem este poder.
EMBASAMENTO - Parte inferior de uma edifício destinado à sua sustentação.
ENCANADOR - Profissional que executa o projeto hidráulico confeccionado pelo engenheiro.
ENGENHARIA - Ciência técnica e arte das construções civis.
ENGENHEIRO CIVIL - Faz os cálculos e acompanha os elementos da estrutura da obra, tais como fundações, vigas, pilares e lajes. Instalações, fechamentos, coberturas, acabamentos até a entrega da obra com o "habite-se".
ENTRADA DE ENERGIA - Caixa de luz que contém relógio, chave e fusíveis para controle e entrada de energia na residência.
ESCADA - Série de degraus por onde se sobe ou se desce.
ESCADA DE CARACOL - Tipo de escada cujo eixo é quase sempre vertical. Os degraus de dispões em espiral ao longo do eixo.
ESCADA SANTOS DUMONT - Inventada pelo pai da aviação, Santos Dumont, esta escada é sempre muito vertical, quase em pé. Por isso, seus degraus são mais largos de um lado e estreitos do outro, facilita a mudança do passo. Ela foi planejada para locais onde há pouco espaço para uma escada normal.
ESCORA - Peça metálica ou de madeira que sustenta ou serve de trava ou de arrimo a um elemento construtivo quando este não suporta a carga exigida.
ESPÁTULA - Objeto feito de metal e de forma espalmada, colher de pedreiro.
ESPELHADO - Superfície polida, de modo a adquirir a aparência lisa e cristalina do espelho.
ESPELHO - Face vertical do degrau de uma escada. Placa que veda e decora o interruptor de luz de um ambiente, ou ainda o vidro com camada reflexiva numa das faces.
ESPELHO D'ÁGUA - Pequeno tanque decorativo dentro ou fora de casa, onde a água reflete o que estiver a sua volta.
ESPIGÃO - Ponto culminante de um telhado. Linha que divide as águas de uma cobertura.
ESQUADRIA - Qualquer tipo de caixilho usado numa obra, como portas, janelas, etc. Seus lados devem formar esquadro, mas emprega-se essa designação mesmo com outras formas.
ESTACA - Peça longa, geralmente de concreto armado, que é cravado nos terrenos. Transmite o peso da construção para as partes subterrâneas - e mais resistentes.
ESTACA STRAUSS - Quando a perfuração é feita com um aparelho chamado strauss - daí o nome da estaca. Esse tipo de estaca deve ser cravado numa profundidade de até 8 metros.
ESTRIBO - Peça de ferro batido que une o pendural das tesouras ao tirante. No concreto armado, são os pedaços de ferro redondo colocados transversalmente à armadura longitudinal e destinados, principalmente, a solidarizar esta e a absorver os esforços cortantes.
ESTRUTURA - Conjunto de elementos que forma o esqueleto de uma obra e sustenta paredes, telhados ou forros.
ESTUDO PRELIMINAR - Quando se verifica a viabilidade de uma solução que dá diretrizes ou orientações ao ante-projeto.
FACHADA - Cada uma das faces de qualquer construção, a de frente é denominada fachada principal, e as demais: fachada posterior ou fachada lateral.
FERRAGEM - Conjunto de peças de ferro necessário a uma construção: fechadas, dobradiças, cremonas, puxadores, etc., para janelas, portas e portões.
FERRAGEM ESTRUTURAL - Conjunto de ferros que fica dentro do concreto e dão rigidez à obra.
FINANCIAMENTO - Ato de custear, fornecer por empréstimo, recursos monetários para as despesas ou custeio de qualquer obra, empresa ou empreendimento, público ou privado.
FLOREIRA - Recipiente para flores. Pode ser feito de alvenaria, de madeira ou de metal e é muito usado em sacadas, patamares e alpendres.
FORRO - Material que reveste o teto, promove o isolamento térmico e acústico entre o telhado e o piso, pode ser de madeira, gesso, estuque, placas fibrosas, tecidos, etc.
FORRO DE GESSO ACARTONADO - Executado com a fixação de painéis de gesso e perfis metálicos, não requer revestimento, mas precisa de mão de obra especializada. Permite trabalhos de arquitetura super elaborados.
FORRO FALSO - Forro que se coloca após a construção da laje ou coberta e independente dela.
FRENTE - A fachada principal ou qualquer um dos seus elementos.
FUNDAÇÃO ou ALICERCE - Conjunto de estacas e sapatas responsável pela sustentação da obra.
GABARITO - Marcação feita com fios nos limites da construção antes do início das obras. O encontro de dois fios demarca o lugar dos pilares.
GESSO - Pó de sulfato de cálcio que misturado à água forma uma pasta compacta, usada no acabamento de tetos e paredes.
GESSO ACARTONADO - Painéis de gesso revestido por papel cartão tem espessura em geral de 12 mm e é fixado em perfis fixados no teto ou piso e paredes, pode ser comum.
GRAFIATO - Tipo de textura ou pintura aplicada como acabamento.
GRANITO - Rocha cristalina formada por quartzo, feldspato e mica. Muito usado para revestir pisos.
GUARNIÇÃO - Régua ou sarrafo que cobre a junta formada pelo encontro da parede com o marco da porta ou da janela.
GUILHOTINA - Janela em que as folhas se movem verticalmente.
HABITE-SE - Documento emitido pela prefeitura com a aprovação final de uma obra e para permitir que seja habitada.
HALL DE ENTRADA - Patamar de acesso ao interior da casa.
HIDRÁULICA - Refere-se ao sistema de abastecimento, distribuição e escoamento de água numa casa.
HIDROMASSAGEM - Banheira equipada com sistema de sucção e impulsão que gera movimentação da água podendo receber água aquecida ou ter aquecimento próprio.
HIDRÔMETRO - Aparelho destinado a medir o consumo d'água predial.
HOME THEATER - Assim denominado o local projetado ou o conjunto de equipamentos de áudio e vídeo que reproduz em casa as características sonoras e de projeção dos cinemas.
IMPERMEABILIZAÇÃO - Conjunto de providências que impede a infiltração de água na estrutura construída, podendo ser com filme plástico ou por aplicação de camadas de betume ou massa impermeável chamada de manta em geral com 3 mm.
INCLINAÇÃO - Ângulo formado pelo plano com a linha horizontal, para compor coberturas, escadas, rampas ou outro elemento inclinado.
INFILTRAÇÃO - Ação de líquidos no interior das estruturas construídas.
"IN LOCO" - Refere-se ao ato de executar no local.
INSTALAÇÃO - Trata-se, inicialmente, das primeiras providências tomadas para que uma obra seja começada, como a demarcação do canteiro de trabalho ou a construção do depósito, por exemplo: abrange o conjunto das instalações elétrica, hidráulica, de gás ou de ar condicionado.
INSTALAÇÃO ELÉTRICA - Sistema de distribuição de energia.
INSTALAÇÃO ELEVATÓRIA - Conjunto de canalizações, equipamentos e dispositivos destinados a elevar a água para o reservatório superior.
INSTALAÇÃO HIDRÁULICA - Sistema de abastecimento, distribuição e escoamento da água.
INSTALAÇÃO PREDIAL - Conjunto de canalização, aparelho, equipamentos e dispositivos empregados no abastecimento e distribuição d'água prediais.
JANELA - Abertura destinada a iluminar e ventilar os ambientes internos, além de facilitar a visão do exterior.
JANELA BASCULANTE - Quando é submetida em placas que giram em torno de eixos horizontais.
JANELA DE CORRER - Aquela em que os caixilhos correm horizontalmente em rebaixos ou trilho.
JANELA DE SACADA - Janela aberta ao rés do pavimento, se este for em andar alto.
JANELA MÁXIMO-AR - Semelhante à basculante, feita de uma só peça.
JANELA PIVOTANTE - Aquela que se abre girando verticalmente num movimento contrário ao basculante.
JARDIM - Local do terreno onde se cultiva plantas.
JARDIM-DE-INVERNO - Local, em geral envidraçado, reservado no interior das construções para o cultivo de plantas.
JATEADO - Decoração feita a partir de jatos de areia que incidem em moldes vazados, formando figuras em vidros ou pedras.
KITCHENETTE (INGLÊS) - Cozinha pequena ou reduzida, assim acaba também designado no modo popular (BR) o apartamento cuja cozinha é apenas um armário.
LADRÃO - Cano ou orifício de escoamento, situado na parte superior de pias ou reservatórios de água, que evita o transbordamento de excesso.
LADRILHO - Peça quadrada ou retangular, com pouca espessura, de cerâmica, barro cozido, cimento, mármore, pedra, arenito ou metal. Chama-se de ladrilho hidráulico quando é rústico sem brilho e de espessura maior, em geral com floreios, mosaicos.
LADRILHO HIDRÁULICO - Tipo de cerâmica rústica, de espessura maior que 8 mm e aspecto poroso, podendo ter desenhos de florões pintados em relevo tem medidas em geral 20x20 cm ou 15x15 cm.
LAJE - Estrutura plana e horizontal de pedra ou concreto armado, apoiado em vigas e pilares, que divide os pavimentos da construção.
LAJOTA - Pequena laje de pedra, termo mais usado para designar as planas de pedras ou de cerâmica, usadas nos pisos de jardins.
LAREIRA - Construção de alvenaria ou pré-fabricado de metal e de concreto que aquece o ambiente.
LAUDÊMIO - Remuneração ou taxa que o enfiteuta alienante paga ao senhorio direto da coisa aforada, como compensação pela sua renúncia ao direito de opção na transferência do domínio útil, ou de consolidar, na sua pessoa, a propriedade plena.
LAVABO - Pequeno banheiro sem espaço para o banho.
LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO - Refere-se à análise e descrição topográfica de um terreno. Também chamado de levantamento planialtimétrico.
LIVING - Termo que na Arquitetura é o mesmo que sala que serve para ter mobiliário como sofás e permitir reunião de familiares.
LOGRADOURO - O que pode ser logrado ou usufruído. Rua, praça ou jardim, de livre acesso a todos. Pastagem pública para os gados de uma região.
LOTE - É a parte de terreno situada ao lado de um logradouro público, descrita e assegurada pelo título de propriedade.
MADEIRAMENTO - Conjunto de madeira usada na construção.
MAQUETE - Reprodução tridimensional, em miniatura, de um projeto arquitetônico.
MARCAÇÃO - Primeira fiada de bloco ou tijolo para marcar o alinhamento das paredes.
MARCENEIRO - Profissional que realiza o trabalho refinado da madeira na obra ou na confecção de móveis.
MÁRMORE - Rocha cristalina e compacta, tem bom polimento e pouca resistência ao calor. Reveste pisos e paredes e também guarnece bancas de cozinha e chuveiros.
MARQUISE - Pequena cobertura que protege a porta de entrada. Cobertura, aberta lateralmente, que se projeta para além da parede da construção.
MASSA - Argamassa usada no assentamento ou revestimento de tijolos, ou para executar pisos.
MASSA CORRIDA - Massa a base de PVA ou acrílico, aplicada com espátula, que dá um acabamento liso à superfície a ser pintada.
MASSA DESEMPENADA - Massa aplicada com desempenadeira.
MASSA FINA - Mistura proporcional de areia fina, água e cal, utilizada no reboque de paredes ou muros.
MASSA GROSSA - Mistura proporcional de areia, cal e cimento usado para emboçar ou chapiscar.
MEIA-PAREDE - Parede que não fecha totalmente o ambiente, usada como divisória, ou efeitos trabalhados na parte inferior das paredes; parede feita com meio tijolo.
MEIO-TIJOLO - Chama-se a parede de espessura correspondente à largura de um tijolo assentado pelo comprimento.
MEMORIAL DESCRITIVO - Descrição de todas as características de um projeto arquitetônico, especificando os materiais que serão necessários à obra, da fundação ao acabamento.
MESTRE-DE-OBRAS - Profissional que dirige os operários numa obra e que possui muita experiência prática sobre todos os tipos de serviços, mais do que o encarregado.
MEZANINO - Piso intermediário que interliga dois pavimentos; piso superior que ocupa uma parte da construção e se volta para o nível inferior com o pé-direito duplo, atualmente construído em estrutura metálica.
MÓDULO - Elemento com medida padrão. Pode se referir a um tijolo, a painéis industrializados, móveis, etc.
MOSAICO - Trabalho executado com caquinhos de vidro ou pequenos pedaços de pedras e de cerâmicas incrustados em base de argamassa, estuque ou betume ou mesmo cola.
MURO DE ARRIMO (PESO) - Muro de peso usado na contenção de terras e de pedras de encostas. Muro de contenção, comumente de pedras grandes.
MURO DE CONTENÇÃO - Usado para contenção de terras e de pedras de encostas.
NÍVEL - Instrumento que verifica a horizontalidade de uma superfície através de uma bolha de ar num líquido, a fim de evitar ondulações em pisos e contra-pisos.
OFURÔ - Banheira arredondada, típica do Japão, feita de cedro.
OITÃO - Parede lateral de uma construção situada sobre a linha divisória do terreno; o termo é muitas vezes confundido com empena.
ÓLEO DE LINHAÇA - Solvente e secante para determinadas tintas, obtido a partir das sementes do limão.
OMBREIRA ou UMBRAL - Cada uma das peças verticais de portas e janelas responsáveis pela sustentação das vergas superiores.
ORÇAMENTO DE OBRA - Um orçamento é uma previsão (ou estimativa) do custo ou do preço. O custo de uma obra é o valor correspondente à soma dos gastos necessários para sua execução.
PAISAGISMO - Estudo da preparação e da composição de espécies vegetais em complemento à arquitetura, composto pelo projeto paisagístico.
PARAPEITO - Peitoril. Proteção que atinge a altura do peito, presente em janelas, terraços, sacados, patamares, etc. Diferencia-se do guarda-corpo por se tratar de um elemento inteiro, sem grades ou balaústres.
PAREDE - Elemento de vedação ou separação de ambientes, geralmente construído em alvenaria.
PAREDE DE GESSO ACARTONADO - Executada com a fixação de painéis de gesso e perfis metálicos, sendo mais leve que paredes convencionais e não requer revestimento, mas precisa de mão de obra especializada, é mais rápida sua execução. Sua espessura é de 7,50 cm em geral ou 10 cm.
PAREDE SOLTEIRA - Parede que não chega até o forro.
PARQUÊ ou PARQUETE (Parquet) - Piso feito da composição de tacos, que formam desenhos a partir da mistura de tonalidades de várias madeiras.
PASTILHA - Pequena peça de revestimento, quadrada ou hexagonal, feita de cerâmica, porcelana ou vidro.
PATAMAR - Piso intermediário que separa os lances de uma escada.
PÁTINA ou PATIMA - Efeito oxidado, obtido artificialmente por meio de pinturas especiais ou pela ação do tempo, que dá aspecto antigo às superfícies.
PAVIMENTO - Andar. Conjunto de dependências de um edifício situadas num mesmo nível.
PÉ-DIREITO - Altura entre o piso e o teto.
PEDRA - Corpo sólido extraído da terra, ou parte de rochedo, que se emprega na construção de edifícios, no revestimento de pisos e em peças de acabamento.
PEDRA AMARROADA - Pedra bruta, obtida por meio de marrão, de dimensão tal que possa ser manuseada.
PEDRA GOIÁS - Parecida com a pedra mineira, é mais antiderrapante e brilhante.
PEDRA JARAGUÁ - Semelhante ao moledo, apenas mais plana. Usada em estado bruto.
PEDRA MADEIRA - De textura irregular, é aplicada em seu estado bruto ou com as bordas serradas.
PEDRA MINEIRA - Pedra muito absorvente e antiderrapante que não propaga o calor. Aceita polimento e resina impermeabilizante.
PEDRA SABÃO - Pedra mole de fácil modelação que resiste bem ao sol e à chuva. Aceita polimento.
PEDRA SANTA IZABEL - De superfície irregular e antiderrapante, suporta os choques mecânicos.
PEDRA VERDE BAHIA - Resiste bem às intempéries, não retém o calor.
PEDREGULHÃO - Designação da pedra cujo formato é irregular. É retirado dos rios e pode ser usado como peça ornamental.
PEDREIRO - Profissional encarregado de preparar a alvenaria.
PEDRISCO - Material proveniente do britamento de pedra, de dimensão nominal máxima inferior a 4,8 mm e de dimensão nominal mínima igual ou superior a 0,075 mm.
PEITORIL - Base inferior das janelas que se projeta além da parede e funciona como parapeito.
PENDURAL - Peça do conjunto de uma tesoura de telhado.
PERFIL - Representação gráfica do corte transversal ou horizontal.
PÉRGOLA ou PERGOLADO - Proteção vazada, apoiada em colunas ou em balanço, composta por elementos paralelos feitos de madeira, alvenaria, betão.
PH - Escala que mede o grau de acidez de diversas substâncias.
PICHE - Substância negra, resinosa, pegajosa, obtida da destilação do alcatrão ou da terebintina. Serve para impermeabilizar superfícies.
PILAR - Elemento estrutural vertical de concreto, madeira, pedra ou alvenaria. Quando é circular, recebe o nome de coluna.
PILASTRA - Pilar de quatro faces onde, uma delas está anexada ao bloco construtivo.
PINGADEIRA - Acabamento externo de proteção que desvia a água das chuvas, impedindo que ela escorregue ao longo das paredes da fachada.
PINTOR - Profissional encarregado de prepara e aplicar a tinta nas superfícies que vão receber pintura.
PISO - Base de qualquer construção. Onde se apóia o contra-piso. Andar. Pavimento.
PIVOTANTE - Esquadria com eixo em forma de pivô vertical (movimento giratório vertical) permitindo formar angulo reto e localizado ao centro da mesma.
PLACAS DE OBRA - Instrumento padronizado obrigatório que serve para que os órgãos fiscalizadores observem quem é o responsável por cada tipo de serviço contratado, no Brasil é obrigatório o recolhimento de taxa no CREA da Região desse mesmo profissional, podendo sofrer advertência e multa no caso de inexistência desta.
PLAINA - Instrumento usado para desbastar, aplainar ou tirar irregularidades da madeira.
PLANO DIRETOR MUNICIPAL - Conjunto de leis municipais que controlam o uso do solo urbano.
PLANO INCLINADO - Rampa, elemento vertical de circulação.
PLANTA BAIXA - Representação gráfica de uma construção onde cada ambiente é visto de cima, sem o telhado. Essa destina-se a representar os diversos compartimentos do imóvel, suas dimensões e suas diversas aberturas (esquadrias).
PLATIBANDA - Parede baixa feita acima do pé direito com a função de ocultar o telhado. Moldura contínua, mais larga do que saliente, que contorna uma construção acima dos flechais, formando uma proteção ou camuflagem do telhado.
PLAYGROUND - Palavra inglesa que significa espaço reservado numa construção para o lazer.
POÇO ARTESIANO - Perfuração feita no solo para encontrar o veio de água subterrâneo.
POLICARBONATO - Material sintético, transparente, inquebrantável, de alta resistência, que substitui o vidro no fecho de estruturas. Garante luminosidade natural ao ambiente.
POLIR - Lustrar uma superfície. São comuns os polimentos das pedras usadas nos revestimentos de paredes e pisos.
PONTALETE ou ESCORA - Qualquer peça de madeira, colocado a prumo ou inclinada, que trabalha a compressão.
PONTO - Sistema de referência usado para indicar inclinação de coberta e baseado no proporção entre a altura e o vão de uma tesoura de duas águas.
PORÃO - Pequeno espaço situado entre o solo e o primeiro pavimento de uma casa.
PORCELANATO - Revestimento cerâmico ou à base de resina de altíssima resistência e grande dureza, é bem mais cara, e possui maior qualidade, em geral de dimensões grandes, o nome tem origem italiana.
PORCELANIZADO - Processo industrial que dá aos materiais a aparência ou a textura da porcelana.
PORTA - Abertura feita nas paredes, nos muros ou em painéis envidraçados, rasgada até ao nível do pavimento, que serve de vedação ou acesso a um ambiente.
PORTA-BALCÃO - Aquela de duas folhas que se abre para sacadas, terraço ou varandas.
PREPARO - Designa-se assim a aplicação espatulada de camada de cimento e cola PVA branca sobre pisos cimentados ou azulejos e seu lixamento após a secagem para permitir a colagem de acabamentos como placas vinilicas, carpetes, ou para recobrir azulejos a fim de receber reboco.
PRÉ-FABRICADO - Qualquer elemento produzido ou moldado industrialmente, de dimensões padronizadas. O seu uso tem como objetivo reduzir o tempo de trabalho e racionalizar os métodos construtivos.
PRÉ-MOLDADO - Peça modular, moldada na fábrica ou na própria obra, que se junta a uma outra como parte de um outra como parte de um quebra-cabeça a ser montado no lugar da construção.
PROJETO - Plano geral de uma construção, reunindo plantas, cortes, elevações, pormenorização de instalações hidráulicas e elétricas, previsão de paisagismo e acabamentos.
QUIOSQUE - Pequeno elemento em madeira, geralmente com cobertura em fibras naturais, ideal para a composição de jardins e áreas de lazer. RANCHO - Habitação rústica no campo.
REATOR - Peça das lâmpadas halógenas, responsável pela passagem da corrente elétrica da rede para o conjunto da luminária.
REBARBA - Excesso de massa que escapa ao se comprimir os tijolos durante o assentamento; aspereza numa superfície qualquer depois de desbastada.
REBOCO - Revestimento de parede feito com massa fina, podendo receber pintura diretamente ou ser recoberto com massa corrida. Quando feita com areia não peneirada recebe o nome de emboço; se feita com areia fina é denominada massa fina.
RECORTE - Abertura em paredes para encaixar balaustradas, guarda-corpos, etc. Acabamento feito no encontro de cores diferentes usadas para pintar a mesma parede ou no encontro de duas superfícies, com pincel.
RECUO - É a incorporação ao logradouro público de uma área de terreno pertencente à propriedade particular e adjacente ao mesmo logradouro, para o fim de executar um projeto de alinhamento ou modificação de alinhamento aprovado pela prefeitura. O mesmo que afastamento.
REDE - Conjunto de telas metálicas empregadas na construção; conjunto das tubulações de água e gás.
REDE DE DISTRIBUIÇÃO D'ÁGUA - Conjunto de canalização constituído de barrilete, colunas de distribuição, ramais e sub-ramais ou de alguns destes elementos.
RÉGUA - Prancha estreita e comprida de madeira. Perfil retangular de alumínio que nivela pisos e paredes, enquanto a massa ainda está mole.
REJUNTE - Procedimento de aplicação de pós como cimento branco, cimento, serragem fina, ou granilhas apropriadas, especiais, misturadas em líquidos ou cola PVA, para calafetar cerâmicas e as juntas da alvenaria ou as frestas entre os materiais de acabamento.
REQUADRAR - Executar peças que façam ângulos retos entre si. Tornar quadrado ou retangular.
RESPALDAR - Aplainar, alisar o desempenar uma superfície, que pode ser um terreno, uma parede, etc. é chamada de respaldo a última camada de tijolos numa parede, aquela que se encontra com forro; na linguagem dos pedreiros também pode significar levantar as paredes.
RESPALDO - Última carreira de tijolos de alvenaria no encontro com o forro.
RESIDÊNCIAS GEMINADAS - Edificações com duas unidades de moradia contínuas, que possuem uma parede comum.
RETÁBULO - Nas igrejas, peças de madeira ou pedra trabalhada em motivos religiosos na qual se encosta o altar.
REVESTIMENTO - Designação genérica dos materiais que são aplicados sobre as superfícies toscas e que são responsáveis pelo acabamento.
RIPA ou SARRAFO - Peça em madeira fina que sustenta elementos como as telhas.
RODAPÉ - Faixa de proteção ao longo das bases das paredes, junto ao piso, os rodapés podem ser de madeira, cerâmica, pedra, mármore, etc.
RUFO - Elemento que se encontra entre os pontos de encontro de telhados e paredes, evitando infiltração de água pluviais na construção.
RÚSTICO - Construção feita de acordo com técnicas artesanais que aproveita os materiais da região onde se ergue.
SACADA - Pequena varanda, espaço construído que faz uma saliência sobre o paramento da parede, balcão de janela rasgada até ao chão com peitoril saliente.
SAGUÃO - Local ou espaço numa na entrada de uma edificação que leva às escadarias ou elevadores (BR)
SAIBRO - Tabatinga, barro, encontrado em jazidas próprias, de cor avermelhada ou amarelo-escura. Pode ser usada na composição de argamassas, concedendo-lhes plasticidade.
SANCA - Moldura, normalmente em gesso, instalada no encontro entre as paredes e o teto, pode ter diversos formatos e ainda embutir ou não a iluminação.
SAPÉ - Tipo de gramínea que, quando seca, é usada para cobrir casas de praia ou quiosques.
SARJETA - Vala, valeta, escoar águas.
SELADOR - Componente usado para impermeabilizar, fechar os poros de uma superfície.
SELANTE - Óleo ou resina que dá liga às tintas e aos vernizes, impermeabilizando superfícies.
SERVENTE - Auxiliar dos profissionais que trabalham nas obras.
SIFÃO - Peça formada por um compartimento que retém água, encontrado na saída das bacias sanitárias, nos ralos sifonados e em caixas de inspeção nas redes de esgotos.
SILICONE - Material usado na vedação, na adesão e no isolamento de qualquer superfície (cimento, vidro, azulejo, bloco, cerâmica, madeira, etc.) que exija proteção contra infiltrações de água.
SIMÉTRICO - Que possui ambas as partes iguais.
SINTECO - Verniz transparente e durável usado no revestimento de assoalhos de madeira.
SISTEMA FINANCEIRO DA HABITAÇÃO - No Brasil é uma entidade, ou instituto que cria as condições no sentido de facilitar e promover a construção e a aquisição da casa própria
SOALHO - Piso de madeira de tábuas corridas.
SOLEIRA - A parte inferior do vão da porta no solo. Também designa o arremate na mudança de acabamento de pisos, mantendo o mesmo nível, e nas portas externas, formando um degrau na parte de fora.
SONDAGEM - Contratação de firma de fundações que executa perfuração do terreno antes do inicio de projetos permite obter dados da resistência do solo, para lotes pequenos em geral são 3 furos.
SÓTÃO ou ÁGUA-FURTADA - Divisão que surge dos desníveis do telhado no último pavimento de uma construção.
SPOT - Termo inglês que designa a luminária cujo foco de luz pode ser direcionado.
SUÍTE - Conjunto de dois cômodos contíguos em que um é quarto de dormir e o outro é banheiro.
SUMIDOURO – Ralo (lugar por onde a água de esgoto é escoado).
TABEIRA - Peça de contorno no perímetro e arremate em pisos.
TÁBUA - Peça de madeira plana e delgada, própria para pisos.
TACO - Cada uma das pequenas peças de madeira que formam o Parquê, ou usado embutido nos vãos de alvenarias para fixar caixilhos de madeira.
TAPUME - Vedação provisória feita de tábuas que separa a obra da rua.
TELHADO - Cobertura de uma edificação.
TELHA - Cada uma das peças usadas para cobrir as construções, as telhas têm formas variadas e podem ser de barro, cerâmica, chumbo, madeira, pedra, cimento-amianto, alumínio, ferro, policarbonato, vidro, manta asfáltica, cada inclinação de telhado requer um tipo de telha.
TELHA-CAPA-CANAL - Feita de barro, a peça tem curvatura que permite um encaixe alternado: uma côncava, outra convexa. A peça côncava serve para escoar a água da chuva.
TELHA COLONIAL - Feita de barro, tem curvatura do tipo capa-canal.
TELHA FRANCESA - Feita de barro, plana e retangular, com pequena saliência que a fixa à ripa.
TELHA-VÃ - Telha sem forro. As telhas da cobertura ficam aparentes e ajudam a ventilar a casa.
TEMPERADO - Vidro que recebe tratamento térmico na fabrica, assim cria tensões internas que ao partir-se o faz em pequenos fragmentos e sendo apropriado para locais de grande freqüência de público ou sujeito a maior índice de acidentes como em box, espessuras padrão de 10 mm e 8mm.
TERÇA - Viga de madeira que sustenta os caibros do telhado.
TERRAÇO - Cobertura plana de uma casa ou edifício; ambiente descoberto anexo a uma construção em qualquer um de seus pavimentos.
TERRACOTA - Argila modelada e cozida.
TERRAPLANAGEM - Preparação do terreno para receber a construção.
TERRAPLENAR - Ato de preencher um espaço com terra até chegar ao nível desejado
TERRENO – Lote, espaço de terra sobre a qual vai assentar a construção.
TERRENO EDIFICADO - Terreno com construção.
TESOURA - Armação de madeira triangular, usada em telhados que cobrem grandes vãos, sem o auxílio de paredes internas.
TIJOLO - Peça de barro cozido, usada na alvenaria, tem forma de paralelepípedo retangular com espessura igual a metade da largura, que, por sua vez, é igual a metade do comprimento, os tijolos laminados são produzidos industrialmente. Existe também o tijolo cru (adobe), o tijolo de cunha forma destinada à construção de arcos, tijolo furado (o nome já define), tijolo refratário com argila pura ou componentes refratários.
TIJOLO DE ESPELHO - Tijolo assentado com a face maior à vista.
TIJOLO REFRATÁRIO - Peça feita de argila especial, branca que tem alto poder de tolerância ao calor.
TOLDO - Cobertura de lona ou de outro tecido similar colocado sobre portar e janelas para impedir a incidência direta do sol. Também produzida em alumínio, policarbonato, etc.
TOPOGRAFIA - Análise e representação gráfica detalhada de um terreno que direciona toda a implantação da construção, reprodução gráfica de um terreno, incluindo aclives, declives e irregularidades.
TOPÓGRAFO - Profissional que estuda os níveis e as características do terreno sendo muito importante a contratação deste para ajudar o arquiteto e o engenheiro no seu trabalho, evitando surpresas durante a obra, como locação de obstáculos e árvores existentes.
TRAVA - Viga fina de madeira que prende o madeiramento de uma estrutura.
TRELIÇA - Armação formada pelo cruzamento de ripas de madeira. Quando tem função estrutural, chama-se viga treliça e pode ser de madeira, metal ou alumínio.
TRENA - Fita métrica especifica para medir terrenos.
UMBRAL - Parte superior da porta.
UM TIJOLO - Parede de espessura correspondente ao comprimento de um tijolo assentado no sentido da largura, usado normalmente em paredes externas.
VALA - Escavação estreita e longa feita no solo para escoar águas residuais ou pluviais e também para a execução de baldrames e de instalações hidráulicas ou elétricas.
VALOR VENAL - O que é concernente a venda; o valor normal ou comercial da coisa leva em consideração a metragem, a localização, a destinação e o tipo de imóvel, para efeito de venda. Valor provável, ou realizável, de um imóvel lançado na repartição arrecadadora competente, de acordo com o preço provado da aquisição ou que lhe foi atribuído por avaliação fiscal.
VÃO - Abertura ou rasgo numa parede para a colocação de janelas ou portas.
VÃO LIVRE - À distância entre os pontos de apoio de uma abertura.
VÃO LUZ - Qualquer abertura na parede.
VARA - Madeira roliça usada no telhado.
VARANDA - Alpendre grande e profundo.
VEDAÇÃO - Ato de vedar.
VENEZIANA - Tipo de esquadria, de porta ou janela, que permite a ventilação permanente dos ambientes, impedindo a visibilidade do exterior e a entrada da água da chuva.
VERNIZ - Solução composta de resinas sintéticas ou naturais que trata e protege a madeira e o concreto armado.
VERNIZ À BONECA - Aplicar verniz com algodão a fim de obter um acabamento mais cuidadoso e requintado.
VERGA - Peça de concreto ou madeira colocada sobre vãos de portas e janelas que apóia a continuação da parede.
VERGALHÃO - Barra de ferro comprida que serve para estruturar vigas, lajes, colunas e pilares de sustentação.
VIABILIDADE - É o estudo do potencial que pode ser edificado em um terreno seja comercial ou residencial, instalação.
VIDRO ACIDATO - Aquele que passa por um processo de banho de ácido que deixa o mesmo com aspecto parecido com o jateado, só que não mancha ao toque de mãos processo Italiano.
VIDRO ARAMADO - Aquele que tem uma trama de arame no seu interior para torná-lo mais resistente.
VIDRO BIZOTADO - Aquele que tem na borda um chanfro de 2 a 3 cm, dando efeito de facetado.
VIDRO JATEADO - Aquele que passa por um processo de jato de areia que o torna áspero, mancha ao toque de mãos.
VIDRO LAMINADO - Aquele que passa por um tratamento especial composto por diversas camadas geralmente unidas por butirol para torná-lo mais resistente a impactos.
VIDRO LAPIDADO - Aquele que tem as arestas da bordas eliminadas (lapidadas) através de uma ferramenta impedindo que ao toque não cause ferimentos ou cortes.
VIDRO TEMPERADO - Aquele que passa por um tratamento especial de aquecimento e rápido arrefecimento para torná-lo mais resistente a impactos.
VIGA - Elemento estrutural horizontal ou inclinado de madeira, ferro ou concreto armado responsável pela sustentação das lajes. A viga transfere o peso das lajes e dos demais elementos (paredes, portas, etc.) para as colunas.
VIGOTA - Pequena viga também chamada de verga.
VINIL - Tipo de plástico apropriado para revestir pisos e paredes.
VINÍLICO - Tipo de plástico apropriado pra revestir pisos e paredes.
VITRAL - Painel criado por um artista e executado com pedaços de vidro colorido rejuntado com chumbo.
VITRÔ - Pequena janela fechada com vidros que podem formar desenho.
VOUMETRIA - Conjunto de dimensões que determinam o volume de uma construção, dos agregados, da terra retirada ou colocada no terreno,
ZARCÃO - Subproduto do chumbo, óxido salino de chumbo, de cor alaranjada, usado como primeira demão na pintura de peças metálicas a fim de protegê-las, evita a oxidação ou ferrugem.
ZENITAL - Iluminação que incide verticalmente nos ambientes, a partir de domo ou clarabóia.

Colaboração: Arquiteto Sérgio Barbin
http://www.arquitetosergiobarbin.jeitoetalento.com

www.curiosidades.jeitoetalento.com.br



+
Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas

_Curiosidades|curiosidades jeito e talento

 
  Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas ECONOMIA NA COMPRA DE MATERIAIS_dicas JT
 
  ROTEIROS DO ROTEIROS DO CHILE_fotos JT
Especial Jeito e Talento - Aniversários  
  ...Jogos Mais JT_os jogos mais divertidos...
 
 
06 - A MAIOR CASA NA ÁRVORE DO MUNDO _Marmoraria Padre Donizetti_granito, mármore e ardósia _Vizioli Imóveis_compra, venda, administração e locação
 








"Mesmo a construção de uma casa na arvore, que à primeira vista parece uma idéia infantil, pode tornar-se um grande projeto. O conceito já serviu para um restaurante no Japão e para belos designs.

Neste caso, o arquiteto e pastor Horrace Burges pôs-se a construir o que é atualmente a maior casa na árvore do mundo, através de, segundo ele, um chamado divino que recebeu em 1993.

É nos Estados Unidos, em Crossville no estado no Tennessee, onde encontramos este projeto de admiráveis proporções. A casa, que pode ser considerada um edifício, possui cerca de 30 metros de altura e mais de 10 andares, tendo cerca de 1000m² construídos. Apesar de estar a ser construída há 16 anos, é considerada ainda como um projeto inacabado, recebendo mais reformas e planos para diariamente.

A árvore que sustenta esta casa também é digna de nota, pois dos 30 metros de altura da casa, a árvore contribui com 20 metros além de uma base de 3m de diâmetro. Foram investidos 12 mil dólares do bolso de Horrace para construção do projeto. Deste investimento, a maior parte foi gasta com pregos, estimando-se que tenham sido utilizados cerca de 250 mil. Toda a madeira utilizada como matéria prima, é proveniente de demolições e doações.
Horrace Burges encara o projeto como uma predestinação divina, dizendo que toda está construção é feita em nome de Deus. A sua afeição com o projeto é tanta, que Horrace construiu uma torre para sua mulher no seu 11º aniversario de casamento. Neste local é possível ainda ver um jardim projetado por Horrace onde as flores formam o nome “Jesus”.

O local está aberto ao publico e recebe em média 400 visitantes por semana. Uma idéia simples, aliada à criatividade e entusiasmo que se tornou num grande projeto."



+
Revista Jeito e Talento - Turismo e Lazer

_Frases|frases jeito e talento

 
  Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas DICAS DE PINTURA_dicas JT
 
  ROTEIROS DO ROTEIROS DO CHILE_fotos JT
Especial Jeito e Talento - Casamentos  
  ...Enigmas JT_treine seu raciocínio...
 
 
07 - A MAIOR PONTE DO MUNDO _Burin Auto Center_pneus, alinhamento, balanceamento _Portal Jeito e Talento_variedades
 





Com as marcas de: 2460 metros de comprimento 343 metros de altura é a maior ponte do mundo já construida.
Pesa 400.000 toneladas, resiste a ventos de 210 kilômetros por hora, custou 300 milhões de euros. Localizada a sudeste da França, supera em altura a célebre Torre Eiffel.

Desafiando as leis da física, ultrapassando a dificuldade ortográfica do valle do río Tarn, a ponte tem 2.460 metros de autopista A-75 para descongestionar o tráfego e diminuir em mais de 100 kilômetros a rota que conecta Paris com o Mediterráneo.
Sete países europeus, entre eles Espanha, participaram de sua construção.
O desenho da obra é do arquiteto britânico Sir Norman Foster.



+
Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas

_Curiosidades|curiosidades jeito e talento

 
  Revista Jeito e Talento - Portal AS MARAVILHAS DO MUNDO_fotos JT
 
  AS MARAVILHAS DO MUNDO_fotos JT
Especial Jeito e Talento - Casamentos  
  ...Guardião = Segurança Eletrônica...
 
 
08 - O TEMPLO DE SALOMÃO, NO BRASIL _Silva Advogados _Silva Advogados
 

 


O Templo de Salomão é a sede mundial da Igreja Universal do Reino de Deus que foi construída no distrito do Brás, São Paulo, Brasil. A edificação da réplica foi inspirada em características da construção do Templo de Salomão, conhecido também como o primeiro templo citado pela Bíblia. Esse localizava-se em Jerusalém, Israel, e fora destruído por Nabucodonosor II da Babilónia em 586 a.C. Teve o custo de 680 milhões de reais.

Sua capacidade é de mais de dez mil pessoas sentadas na nave principal ou santuário, bem com uma área de 70 mil m2, o equivalente a 16 campos de futebol.
O altar e a fachada do templo foram feitos com pedras nativas de Israel. A construção consumiu mais de 28 mil m³ de concreto e duas mil toneladas de aço, o bastante para construir duas vezes o Palácio do Planalto que é a sede do gabinete presidencial localizado na cidade de Brasília. As medidas e arquitetura do templo são com base nas orientações bíblicas.

O Templo de Salomão conta com 126 metros de comprimento, 104 metros de largura, 55 metros de altura com dois subsolos, que corresponde a de um prédio de 18 andares, quase duas vezes a altura da estátua do Cristo Redentor. E o templo tem 36 salas de Escola Bíblica com capacidade para receber aproximadamente 1.300 crianças, estúdios de televisão e rádio, auditório para 500 pessoas e estacionamento para quase dois mil carros. Além de 59 apartamentos do tipo quitinetes, 12 apartamentos com 1 suite e 13 de duas suítes. "Este empreendimento é arrojado e empregou tecnologia de ponta para que, quando as pessoas entrarem no local, viajem pelo tempo e sintam-se como se estivessem no primeiro templo construído por Salomão, diz " Rogério Silva de Araújo, arquiteto responsável pela obra em entrevista.

A igreja ocupa mais da metade de um quarteirão da avenida Celso Garcia, onde foram comprados 24 imóveis nesse mesmo local e nas ruas João Boemer e Júlio César da Silva. A atual igreja do Brás que cabe cerca de 4 mil pessoas sentadas, pode se transformar em uma outra área ainda não definida pela igreja.

O local não será de ouro, mas as riquezas de detalhes empregados em cada parte do templo serão muito parecidas com os do antigo santuário.

A construção, segundo os organizadores, foi projetada para causar o menor impacto possível ao meio ambiente, e é erguida com materiais já reutilizados, que proporcionarão um melhor uso da energia e água, possibilitando a reutilização delas. Além disso, Macedo diz ainda que a igreja terá um memorial com 250 metros quadrados que poderá ser usado como um espaço para exposições e eventos diversos. "A ideia seria contar ali não só a história da Igreja, mas também explicar um pouco do funcionamento do templo como obra de engenharia." Diz Edir."Ao derredor do templo, será somente possível a passagem de pedestres, fazendo assim que a igreja se destaque pois está somente entre as paisagens", diz os construtores responsáveis do projeto.

Uma Arca da Aliança de efeito tridimensional banhada com folhas de ouro foi colocada no meio do altar. Acima do altar e da Arca da Aliança foi colocada a inscrição "Santidade ao Senhor", frase que na época do Primeiro Templo era colocada na frente das vestes dos sacerdotes.

As poltronas do templo foram trazidas da Espanha para acomodar um público de 10 mil pessoas, mármore rosa italiano e oliveiras que vieram de Israel. Contém mais de 10.000 lâmpadas de LED instaladas no teto da nave principal, que tem pé-direito de 18 metros. A construção empregou mais de 1.800 operários no auge.

O Templo de Salomão é a maior igreja do Brasil e sua área construída é quatro vezes maior que o Santuário de Aparecida.
A igreja também é maior que a Catedral Metropolitana de São Paulo (exceto pela altura).

Fonte wikipédia

www.curiosidades.jeitoetalento.com.br



+
Revista Jeito e Talento - Ensino - Cultura - Arte

_Dicas|dicas jeito e talento

 
  Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas COMO FAZER ECONOMIA NAS OBRAS_dicas JT
 
  COMO CONSTRUIR UMA CASA NA ÁRVORE_dicas JT
Especial Jeito e Talento - Aniversários  
  ...Enigmas JT_treine seu raciocínio...
 
...TODO TIPO DE CURIOSIDADES SOBRE CONSTRUÇÃO
     
Recomende: facebook | twitter | orkut | msn (contato@jeitoetalento.com)
 
 
 
CURIOSIDADES (JT)

CURIOSIDADES (JT)
 
    ANTERIORES - PRÓX. CURIOSIDADES    
  PÁGINAS << 01 ... 01 02 03 ... 03 >> MENU  
VEJA TAMBÉM...

menu fotografando Cassilândia e Coxim/MGAlcântara/MADelfinópolis/MGHolambra/SPHolambra/SPPoços de Caldas/MGPoços de Caldas/MGTambaú/SP -Tterra do Padre DonizettiParaty/RJUbatuba/SPSanta Rita do Passa Quatro/SP

_anuncie_ __________ PORTAL __________ _anuncie_
_Controller_Assessoria Contábil _Anuncie Aqui! _Marmoraria Padre Donizetti_granito, mármore e ardósia _Jogos Mais JT_os jogos mais divertidos _Frases JT _Marmoraria Padre Donizetti_granito, mármore e ardósia _Jogos Mais JT_os jogos mais divertidos _Receitas JT_faça você mesmo e saboreie _CSC Vasos_cerâmica artística e vasos ornamentais _Silva Advogados

Painel Jeito e Talento Painel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e Talento

(www.controller.jeitoetalento.com)
(JT) (www.eletroserv.jeitoetalento.com)