Lua_ +
  _Receitas Jeito e Talento       _Receitas Jeito e Talento                  
                 
 
DICAS JEITO E TALENTO
  DICAS DE MÚSICA
DICAS DE MÚSICA
 
MÚSICA, REGISTRO, ESCOLA DE MÚSICA DO RJ - UFRJ, PARTITURA, CIFRAS, REGISTRO ELETRÔNICO...

menu dicas COMO FAZER UMA PARTITURACOMO RGISTRAR UMA MÚSICA PELA INTERNETCOMO COMPOR UMA MÚSICACOMO REGISTRAR UMA MÚSICA

RELACIONADOS: CURIOSIDADES RECEITAS FOTOS
 
 
01 - COMO REGISTRAR UM MÚSICA _Eletroserv_material e instalações elétricas em geral, alarmes e antenas _Tendas Global_tendas, palcos, locação
 

 

"Para registrar suas músicas os autores devem enviar por correio ou apresentar no Serviço de Registro Autoral da Escola de Música da UFRJ:

(1) Formulário de Registro Autoral (disponível na página eletrônica da Escola de Música ou no próprio guichê do Serviço de Registro Autoral), em duas vias, preenchido em letra de forma e assinado pelos autores;

(2) Cópia da partitura da música com todas as páginas numeradas e assinadas pelo(s) autor(es).
Para as músicas com letra é necessário enviar também uma cópia da letra;

(3) Comprovante de Pagamento
Para autores residentes no município do Rio de Janeiro: Boleto bancário pago (retirado no guichê do setor), no valor de R$15,00 (quinze reais) por música registrada, mais R$1,75 (um real e setenta e cinco centavos) de taxa bancária por boleto. É OBRIGATÓRIO o preenchimento dos dados da pessoa no boleto bancário (nome e endereço) para que seja feita a identificação do autor.

ATENÇÃO:
SÓ SERÁ ACEITO comprovante do boleto bancário junto com recibo de pagamento e AUTENTICAÇÃO do mesmo pelo banco.
NÃO SERÃO ACEITOS boletos sem o pagamento da taxa bancária e sem a identificação do autor.

Para autores residentes em outros municípios do Rio de Janeiro ou em outros Estados:
Comprovante ORIGINAL de depósito bancário ou de transferência entre contas correntes, com o número de AUTENTICAÇÃO DO BANCO, no valor de R$15,00 (quinze reais) por música registrada.
Os pagamentos feitos através de depósito bancário ou transferência devem ser efetuados exclusivamente na conta:

Banco do Brasil Agência: 2234-9 Conta Corrente: 28826-8


ATENÇÃO:
Só será aceito o comprovante ORIGINAL de depósito ou de transferência entre contas com o número de AUTENTICAÇÃO do banco.

NÃO SERÃO ACEITOS: · Comprovante de entrega de envelope.
· Depósito em outra conta corrente que não a acima indicada.


O Certificado de Registro

A música a ser registrada deve ser representada em notação musical, numa partitura, para que suas idéias sejam publicáveis e documentáveis. O Certificado de Registro será enviado pelos correios para o endereço anotado no Formulário de Registro, desde que todos os documentos exigidos estejam em conformidade com as normas. O autor que desejar receber o Certificado impresso poderá entrar em contato com o Serviço de Registro Autoral da Escola de Música da UFRJ para se informar dos procedimentos referentes ao custeio das despesas com correio.

O Formulário de Registro

O Formulário de Registro pode ser impresso e/ou copiado para um computador pessoal, clicando em: Formulário de Registro Autoral, no site da UFRJ, ou clicando no link abaixo: http://www.musica.ufrj.br/index.php?option=com_content&view=article&id=291:formulario-de-registro-autoral-&catid=49&Itemid=108

Aqueles que não têm acesso à internet podem retirar o Formulário diretamente no guichê do Serviço de Registro Autoral.

Os contatos para esclarecimentos gerais podem ser feitos:

(1) Pelo e-mail registro@musica.ufrj.br;
(2) Por correio, no endereço: Escola de Música da UFRJ Serviço de Registro Autoral Prédio II - 2° andar Largo da Lapa, 51 Centro - RJ - CEP: 20021-170

Perguntas freqüentes

1.O Formulário pode ser assinado por procurador?
Sim. Nesse caso deve ser anexada ao Formulário uma cópia da procuração com firma reconhecida.

2.Autor menor de idade pode registrar sua música?
Sim. Nesse caso seu responsável legal deverá anexar ao Formulário uma cópia do seu documento de identidade e do CPF.

3.Qual o horário de atendimento do Serviço de Registro Autoral da Escola de Música da UFRJ?
O atendimento direto ao público funciona de segunda à sexta-feira, de 10 às 15:30h."

Fonte: Escola de Música -UFRJ

www.dicas.jeitoetalento.com



+
Revista Jeito e Talento - Eventos e Festas

_Frases|frases jeito e talento

 
  Revista Jeito e Talento - Ensino - Cultura - Arte PIADAS DE BELEZA_piadas JT
 
  O QUE É A DANÇA KUDURO?_curiosidades JT
Especial Jeito e Talento - Casamentos  
  ...Dicas JT_como fazer, como resolver...
 
 
02 - COMO REGISTRAR UMA MÚSICA ON LINE _Vizioli Imóveis_compra, venda, administração e locação _Receitas JT_faça você mesmo e saboreie
 

 

"1- Existem alguns sites oferencendo registro de músicas eletrônico, sem nenhum tipo de burocracia e ainda sem precisar de partitura. Porém surgem algumas dúvidas. Baseado no que dizem alguns desses sites, reproduzimos aqui para tentar ajudar você na hora de fazer sua escolha pelo registro de sua composição.


"1. Este registro é valido e seguro mesmo?
A resposta está na lei brasileira: MP 2.200-2, de 24 de Agosto de 2001 Art. 10º § 1º que declara: "As declarações constantes dos documentos em forma eletrônica produzidos com a utilização de processo de certificação disponibilizado pela ICP-Brasil presumem-se verdadeiros em relação aos signatários..." A ICP-BRASIL assegura a validade da certificação digital utilizada no Brasil e nosso certificado digital, utilizado nos registros, também faz parte deste processo. Quando você registra on line, a assinatura digital utilizada assegura a validade jurídica do Comprovante Digital de Registro.


2. Qual a diferença entre registrar no site e na Biblioteca Nacional ou na Escola Música UFRJ?
Ambos os registros possuem validade perante a lei por si tratar de uma prova de autoria, porém, on line é tudo digital e online, você não precisa imprimir folhas e folhas, preencher extensos formulários, gastar com correios, nem escrever a partitura, pois pode enviar o arquivo de áudio com a melodia que será anexado junto aos seus dados pessoais e aos dados de autoria incluindo dados da obra (poderá registrar só letra sem áudio também).
Todas as informações são compiladas, juntas, em um só comprovante que receberá a autenticação digital. Para que você entenda melhor sobre "O que diz a Lei" clique aqui e/ou procure um advogado especializado.


3. Onde minha música fica registrada e por quanto tempo?
Após o envio da obra ao site, em até 48 horas úteis você receberá o "Comprovante Digital de Registro" contendo: declaração de autoria, dados do autor e co-autor(se existir), dados da obra, assinatura digital e a marca do tempo (data/hora de registro).

Vale a pena destacar que o Comprovante Digital de Registro possui validade jurídica e não depende da existência do site para ter validade. Pois contém a assinatura digital que está embutida no documento e pode ser utilizado a qualquer momento pelo autor.

A sua música não fica registrada apenas no site, e o próprio Comprovante Digital de Registro possui as informações assinadas com certificação da cadeia ICP-BRASIL.

Exemplo: Se algum dia você precisar provar a autoria da obra deverá extrair e apresentar o arquivo P7S (autenticado) constante no Comprovante Digital de Registro. Este registro não perde a validade, se conservado intacto, sem violações ou alterações.

Sobre os direitos do autor: A lei vigente diz que os direitos do autor perduram por toda sua vida e após perduram por 70 anos.


4. Porque dizem que só é seguro registrar se for na Biblioteca Nacional ou a Esc. Mús. UFRJ?
Isto é um mito que se formou por falta de conhecimento da lei, que diz ser facultativo(opcional) o registro nestes órgãos públicos. A lei afirma que para ser considerado autor independe de registro e declara que é considerado autor de uma obra aquele que se declara com tal qualidade, porém, se mais de uma pessoa se declarar autor de uma obra terá que apresentar uma prova de autoria com data mais antiga. Por isso que é extremamente necessário que o autor efetue o registro de sua obra o mais rápido possível após a criação. O autor deverá escolher o tipo de registro que mais se identifica, sendo de forma online ou de forma tradicional nos outros órgãos.


5. Quando se registra uma música, é feita verificação para saber se esta música já existe?
Muitas pessoas acreditam que o que protege uma obra é a verificação se já existe antes de ser registrada, e que caso exista, que o solicitante é impedido de fazer um novo registro. Na verdade isto não acontece, e em nenhuma instituição registradora existe verificação de pré-existência de uma obra musical.

O que ocorre na disputa de titularidade de uma obra é que para justiça vale o registro com a data mais antiga. Por exemplo: Se 2 ou mais pessoas registrarem a mesma obra ao entrarem em uma disputa judicial para requererem o direito de autoria, o primeiro que registrou, com a prova de registro em mãos, tem a maior chance ser considerado o autor legal. Vale a pena destacar que também não existem orgãos que fazem a fiscalização de plágios em obras musicais, fica na responsabilidade do autor denunciar tal crime e reivindicar seu direito autoral.


6. Como registro minha música? Quanto Custa? Como efetuo o pagamento?
O custo é de 9,90 para cada moeda inserida em sua conta e lhe dá direito a registrar 1 música. Os aites oferecem diversas formas de pagamento.


7. Porque não precisa de partitura para registrar? O que eu preciso?
Partindo do princípio que registraremos o arquivo de áudio com sua obra gravada, não é necessário ter uma outra forma de apresentação da melodia ou do arranjo, é válido também destacar que com esta ferramenta você pode registrar por exemplo uma locução (falada) no caso de poesia, músicas instrumentais e também arranjos completos.

Você precisa de no mínimo a letra e melodia gravada em um arquivo de áudio ou pode registrar somente a letra digitada (sem audio), não é necessário o uso da partitura. No caso do áudio não é necessário qualidade de estúdio, pode ser gravado até no microfone do computador, contanto que esteja de forma audível. Você precisa se cadastrar gratuitamente no site, inserir moedas em sua conta e enviar sua música seguindo as etapas de registro apresentadas pelo site.


8 . Só tenho a letra sem o arquivo de áudio como proceder?
Sua Obra poderá ser registrada normalmente é só você incluir a letra no formulário de envio e assinalar a opção "Minha obra não possui áudio". O site possue vídeos explicativos para lhe guiar na hora do registro.


9. Como registrar nome de banda, grupo ou dupla?
O Órgão Oficial brasileiro de registro de marcas é o INPI. Alguns sites também lhe proporcionam esse tipo de serviço, basta entrar no fale conosco.


10. Posso registrar uma música do meu cd pronto, inclusive com os arranjos?
Sim, você pode enviar tanto um arquivo gravado pelo microfone do computador, quanto a gravação final inserida no seu disco contanto que elas estejam com uma qualidade audível.


11. Como faço para inserir o áudio gravado depois que eu registrei?
Infelizmente nenhum registro pode ser alterado posteriormente devido a autenticação digital inserida no ato do registro que comprova a data em que foi registrado. Neste caso é necessário efetuar um novo registro da obra mantendo sempre intáctos o(s) registro(s) anteriores.


12. Como registrar no caso de Parceria?
Todos os autores terão que se cadastrar? Será necessário o cadastro de no mínimo 1 autor que, ao enviar a obra, definirá os Co-autores que participaram da composição. Estas informações são inseridas no campo específico que estará disponível no formulário de envio da obra."

www.dicas.jeitoetalento.com



+
Revista Jeito e Talento - Ensino - Cultura - Arte

_Dicas|dicas jeito e talento

 
  Revista Jeito e Talento - Portal COMO SURGIU O BALÉ?_curiosidades JT
 
  COMO SURGIU O BALÉ?_curiosidades JT
Especial Jeito e Talento - Futebol  
  ...Sartori Informática = internet, informática, cursos = Sartori Informática...
 
 
03 - COMO COMPOR UMA MÚSICA _Eletroserv_material e instalações elétricas em geral, alarmes e antenas _Receitas JT_faça você mesmo e saboreie
 

 

"Veja dicas para criar sua própria música!

Você já compôs uma música? Já experimentou improvisar, criar e organizar os sons? Improvisar e compor é uma prática muito prazerosa e você pode se inspirar em alguns passos para esta tarefa. Aproveite nossas dicas e solte a imaginação!

1 - Escolha um gênero de sua preferência como funk, baião, samba, rock e tantos outros.

2 - Selecione as notas que irão participar desta prática, podem ser as sete notas de uma escala ou mesmo as cinco primeiras. Com uma única nota já é possível compor uma melodia, assim mostrou João Gilberto, em “Samba De Uma Nota Só”. veja no link: https://www.youtube.com/watch?v=yCWxf1e96B8

3 - Experimente criar melodias com as notas, improvise até chegar a um resultado que lhe agrade e se torne sua composição.

4- Lembre-se de que uma composição pode ser uma canção com melodia e letra ou um tema instrumental!

5 - Uma composição não precisa ter melodia de notas, pode ser feita apenas com ritmos e timbre! O grupo Stomp sabe bem disso, veja aui: https://www.youtube.com/watch?v=0rsbTyjgxlY

6- Inclusive, você pode compor uma música para ser tocada por objetos do cotidiano, sem precisar de instrumentos musicais! Confira aqui a ideia dos Six Drummers:
https://www.youtube.com/watch?v=zK0-BCyl2A8

7 - É possível também fazer uma música para ser tocada pelo corpo, tornando-o instrumento rítmico e melódico, como fazem os Barbatuques : https://www.youtube.com/watch?v=Xe4fLgzA2Vc

8 - Você pode se inspirar na história de alguns reconhecidos compositores e também na de outros de sua preferência. Os polos do Guri dispõem de alguns livros que podem ser consultados, com a biografia de grandes nomes, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Pixinguinha, Villa-Lobos, Bach, Beethoven, e muitos outros!

9 - E por falar em livros, o acervo do Guri também conta com uma série muito inspiradora para quem quer se aventurar na composição musical. Os livros “Como Ler Uma Partitura”, “Elementos Básicos da Música” e “Instrumentos da Orquestra”, de Roy Bennett, são muito interessantes e de agradável leitura.

10 - Para não esquecer as suas boas ideias musicais durante uma improvisação e composição, você pode escolher escrever a partitura da sua música ou gravar em um aparelho para ser ouvida depois!

11 - Os grandes compositores estudam, experimentam, trocam de ideia, até chegarem a um resultado que lhes agrade como composição! assita aqui ao ´vídeo de Hermeto Paschoal compondo uma música! https://www.youtube.com/watch?v=HzUK9SgBckQ"

Fonte: http://www.projetoguri.org.br

www.dicas.jeitoetalento.com



+
Revista Jeito e Talento - Ensino - Cultura - Arte

_Enigmas JT

 
  Revista Jeito e Talento - Turismo e Lazer REVISTA EVENTOS E FESTAS_revistas JT
 
  COMO SURGIU A DANÇA DE SALÃO_curiosidades JT
Especial Jeito e Talento - Casamentos  
  ...Sartori Informática = internet, informática, cursos = Sartori Informática...
 
 
04 - COMO ESCREVER UMA PARTITURA _Enigmas JT_treine seu raciocínio _Piadas JT_sorria para vida, anedotas, o que é, o que é, adivinhas
 

 

"Aprender a escrever partituras é uma habilidade valiosa se você quiser transferir a maravilhosa complexidade musical que você ouve na sua cabeça, ou aprender a tocá-la em um instrumento e dar para outra pessoa aprender. Felizmente, a tecnologia nos permite a gerar partituras facilmente, gerando o som diretamente na tela. Mas se você quiser aprender da forma mais tradicional e antiga, você pode começar com o básico e desenvolver composições mais complexas. Veja o primeiro passo para mais informações.

1 - Faça o download e baixe papéis de notação. Partituras são escritas em papéis de notação alinhados, com linhas de apoio em branco, onde você pode imprimir notas, descansos, marcadores dinâmicos e outras notas para guiar o instrumentalista enquanto ele toca. Se você quiser escrever partituras à mão livre, do modo como faziam Mozart e Beethoven, não precisa desenhar suas linhas num papel em branco com uma régua. Ao invés, encontre papéis de notação online e imprima para começar a escrever suas composições. Em muitos sites, você pode pré-definir as ferramentas e adicionar as claves sem precisar preenchê-las você mesmo. Configure as linhas como quiser, faça o download dos arquivos e imprima-os. Imprima muitos papéis para praticar e começar suas composições à caneta. Pode ser bem bagunçado tentar colocar suas ideias complexas no papel, então o melhor é você poder apagar e fazer pequenas mudanças sem ter que refazer tudo.

2 - Faça o download do software de composição musical. Se você quiser compor no seu computador, você pode usar o programa para colocar notas, fazer mudanças rápidas e revisões, te dando acesso fácil e podendo salvar rapidamente. Compor no computador é muito popular entre os compositores contemporâneos, pois economiza tempo e esforço. MusicScore é um programa popular, fácil de usar e compatível com composição de estilo livre ou entradas de MIDI. Você pode gravar diretamente nas suas folhas de notação ou trabalhar juntando sua música nota por nota. Muitos programas de composição também possuem playback MIDI, então você pode ouvir o que acabou de compor em versão digital. GarageBand também vem como obrigatório em todos os novos computadores Mac, e pode ser usado para escrever partituras, selecionando o modo "escrever música". Você pode gravar sons ao vivo ou conectar um instrumento diretamente para transcrever em notas musicais, então clique no ícone de tesoura no canto esquerdo para ver as notas. Faça o download do software e comece um projeto novo para salvar. Se você conectar um teclado no computador utilizando um cabo USB, você poderá tocar sua melodia diretamente no teclado e o programa projetará sua música no papel. É muito fácil. Você pode até ir por partes, distribuindo a música para diferentes instrumentos para começar sua sinfonia.

3 - Inscreva-se num recurso online de composição gratuita. A comunidade online de compositores e leitores de partitura também existe para compor e divulgar música. É muito parecido com o programa de composição, você pode compor sua música online e salvar seu trabalho, então pode torná-lo público e ter a avaliação de outros compositores, ou deixá-lo particular e acessar sua composição de qualquer lugar. Noteflight é uma comunidade gratuita e uma excelente fonte de recursos para aprendizado em leitura musical, escritura musical, também para ver a composição de outras pessoas e postar suas próprias composições.

4 - elecione um instrumento ou grupo de instrumentos para compor. Quer projetar algumas linhas de partitura de sopro para uma música de R&B, ou compor uma parte em cordas para sua balada? É mais comum trabalhar numa frase ou instrumento por vez, e depois se preocupar com harmonia e contraponto, quando você já tiver a primeira parte feita. Projeções comuns podem incluir: Partes de seção de sopro para trompete (em Si bemol), saxofone (em Mi bemol) e trombone (em Si bemol). Quarteto de cordas para dois violinos, viola e um violoncelo. Projeções em piano para acompanhamento. Partituras vocais.

Começando com o básico

1 - Faça a clave na folha de notação. Uma página de partitura é feita de notas e descansos em cinco linhas paralelas e nos espaços entre elas, que é chamado de notação. As linhas e espaços são contados de baixo para cima, significando que as notas mais altas estarão na parte de cima da linha. A notação pode estar em clave de baixo ou agudo, que ficará marcado à esquerda no começo de cada linha de notação. A clave te dirá que linha corresponde a que conjunto de notas: Na clave aguda, também conhecida como "clave de Sol", você notará um sinal como o E comercial (&) impresso do lado esquerdo de cada linha. Essa é a clave mais comum para partitura. Guitarra, trompete, saxofone e os instrumentos com registros mais altos serão impressos na clave aguda. As notas, começando da última linha para a primeira, são mi, sol, si, ré e fá. As notas nos espaços entre as linhas, começando pelo espaço entre a primeira e a segunda, são fá, lá, dó e mi. Na clave de baixo, você notará um sinal parecido com um número 7 curvado em todo canto esquerdo das linhas de notação. A clave de baixo é usada para instrumentos com registros mais graves, como trombone, baixo, guitarra e tuba. Começando com o fim, ou primeira linha, as notas crescem em sol, si, ré, fá e lá. Nos espaços, estão lá, dó, mi e sol, de baixo para cima.

2 - Escreva o sinal de tempo. O sinal de tempo reforça o número de notas e batidas em cada medida na folha de notação. Na folha, medidas serão separadas por linhas periódicas verticais, separando as linhas de notação em pequenos ajuntamentos de notas. À direita da clave ficarão dois números, um sobre o outro, como uma fração. O número de cima representa o número de batidas em cada medida na notação, enquanto o número de baixo representa o valor de cada batida na medida. Em música "Country", o sinal de tempo mais comum é tempo de 4\4, o que significa que existem 4 batidas em cada medida, e um quarto de nota vale uma batida. O sinal de tempo 6\8, outro sinal comum, significa que existem seis batidas em cada medida e que a oitava nota possui a batida.

3 - Estabeleça uma assinatura chave. Outras informações a serem colocadas na esquerda de cada linha de notação incluem qualquer sustenido (#) ou bemol (b) que designará a assinatura chave que você irá seguir pela música. Um sustenido aumenta a nota por meio passo, enquanto um bemol abaixa em meio passo. Esses símbolos podem aparecer pela música em usos ocasionais, ou podem aparecer no começo da música para seguir por toda ela. Se, por exemplo, você vê um sustenido no primeiro espaço numa clave aguda, você saberá que cada nota que aparecer naquele espaço precisará ser tocada meio passo mais alta. A mesma coisa, com o bemol.

4 - Aprenda os tipos diferentes de notas que você vai usar. Na notação, serão impressas diferentes tipos de notas e descansos. O estilo das notas se refere ao comprimento delas, e o local onde ela está na notação se refere ao tom da nota. Notas são feitas de cabeças, que são pontos ou círculos, e hastes, que são traçadas na cabeça da nota, indo para cima ou para baixo na notação, dependendo da localidade da nota. Notas inteiras se parecem ovais e são seguras pelo comprimento de cada medida. Meias notas se parecem com notas inteiras, mas com uma haste reta. Eles são seguros por metade do comprimento de uma nota inteira. Em tempos de 4\4, deve haver duas meias notas por medida. Notas de quarto têm sólidas cabeças negras e hastes retas. Em tempos de 4\4, existem 4 quartos de nota numa medida. Notas de oitavo parecem de quarto com pequenas bandeiras no final da haste. Na maioria dos casos, notas de oitavo devem ser agrupadas juntas, para cada batida, com barras conectando as notas para significar a batida e fazer a música mais fácil de ler. Descansos seguem regras similares. Cada buraco de descanso se parece com uma barra negra no meio da linha de notação, enquanto descansos de notas de quarto se parecem com a letra K em itálico, construindo hastes e bandeiras conforme eles se quebram em futuras divisões por batida.

5 - Ocupe seu tempo aprendendo com outras pontuações. Notação de música "country" tem uma linguagem simbólica bem complexa que você precisa entender para ler primeiro se você pretende escrever. Assim como você não pode escrever um romance sem entender as palavras e frases, você não pode escrever partituras se não puder ler as notas e descansos. Antes de tentar escrever partituras, desenvolva um trabalho de conhecimento de: Diferentes notas e descansos As linhas e espaços na notação Marcadores de ritmo Marcadores de dinâmica Assinaturas chave.

6 - Escolha seu instrumento de composição. Alguns compositores compõem com seu lápis e papel, alguns compõem com a guitarra ou piano, e outros compõem com uma corneta francesa na mão. Não existe jeito certo de começar a escrever partituras, mas ajuda se você souber tocar para praticar pequenas frases que compôs e ouvir como ficaram. Tirar algumas notas de piano é especialmente útil para compositores, pois o piano é o instrumento mais visual - todas as notas estão lá, deitadas à sua frente.

Compondo música

1 - Comece com a melodia. A maioria das composições começa com a melodia, ou a frase que lidera a música, que seguirá e desenvolverá toda a composição. Essa é a parte "melodiosa" de qualquer música. Mesmo que você esteja escrevendo tabelas para um único instrumento ou está começando sua primeira sinfonia, a melodia é o lugar para começar quando for escrever partituras. Conforme você começa a compor, abrace acidentes felizes quando ocorrerem. Nenhuma música chega completamente formada e perfeita. Se você procura para onde ir com uma melodia, toque o piano ou qualquer instrumento de composição que gostar e siga a musa para onde ela te levar. Se você sentir vontade de experimentar, explore o mundo de composição aleatória. Tendo como pioneiro de composição o astro John Cage, composições aleatórias introduzem um elemento do acaso no processo de escrita, rolando os dados para determinar a próxima nota numa escala de tom 12, ou consultando o iChing para gerar notas. Essas composições soarão dissonantes, em alguns casos, mas pode ser um bom caminho para gerar frases inesperadas e melodias, também.

2 - Escreva frases, então as conecte para fazer a música falar. Uma vez que você começou a melodia, como você move a música? Para onde ela deve ir? Como um grupo de notas forma uma composição? Não existe resposta fácil para quebrar o código de Mozart, mas é bom começar com pequenos fragmentos chamados frases e gradualmente construí-las em completas declarações musicais. Nenhuma música vem pronta. Tente agrupar frases em sentenças com base nas emoções que elas evocam. O compositor de guitarra John Fahey, um instrumentalista auto didata, escreve combinando pequenos fragmentos por "emoções". Mesmo que elas não venham da mesma chave ou som, frases “caprichosas”, “perdidas”, ou “saudosas”, eram combinadas por ele para formar uma música.

3 - Faça um plano de fundo para a melodia com um acompanhamento harmônico. Se você está compondo para um instrumento de corda - um instrumento capaz de tocar mais de uma nota simultaneamente - ou está compondo para mais de um instrumento, você também precisa compor um plano de fundo harmônico para dar contexto e profundidade a sua melodia. Harmonia é um modo de mover sua melodia para frente, provendo uma oportunidade para tensão e resolução.

4 - Pontue a música com contrastes dinâmicos. Boas composições devem crescer, diminuir, pontuar momentos de extrema emoção e picos melódicos com dinâmicas mais agudas. Você pode demonstrar mudanças dinâmicas na notação com palavras em italiano que significam descrições básicas de alto e suave. "Piano" significa que você deve tocar suavemente, e geralmente está escrito abaixo da linha de notação, quando a música deve ser tocada quietamente. "Forte" significa alto, e é escrita do mesmo modo. Gradações podem ser sugeridas desenhando os sinais de "<" e ">" alongados embaixo nas linhas, onde a música deve crescer (ficar mais alta) ou diminuir o som.

5 -Seja simples. Dependendo de suas ambições para sua música, você talvez queira ter partes múltiplas e múltiplos ritmos complexos, ou talvez queira uma simples melodia de piano acompanhando. Não tenha medo da simplicidade. Algumas das linhas mais memoráveis são as mais simples e elegantes. "Gymnopedie No. 1", de Erik Satie, é um clássico exemplo de picos de simplicidade. Foi usado em incontáveis comerciais e filmes, mas existe algo bonito e comovente nas notas simples e ritmo preguiçoso. Estude as variações de Mozart em "Brilha, brilha, estrelinha", por exemplo, essa é uma das melodias infantis universais num complexo exercício de variação e adornos.

Dicas:

Divirta-se e experimente todos os tipos diferentes de possibilidades. Utilize escritura musical padrão se você quiser dar sua composição para alguém tocar, ou certifique-se que a pessoa entenda sua composição.

Certifique-se de utilizar um lápis no começo. Compor pode gerar bagunça. Sua notação pode não ser entendida por mais ninguém ao menos que você diga às pessoas como sua música deve ser tocada."

www.dicas.jeitoetalento.com



+
Revista Jeito e Talento - Turismo e Lazer

_Fotografando JT

 
  Revista Jeito e Talento - Ensino - Cultura - Arte PALAVRAS-CRUZADAS DE BALLET_passatempos JT
 
  COMO SURGIU O BALÉ?_curiosidades JT
Especial Jeito e Talento - Carnaval  
  ...Vídeos Mais JT_os vídeos mais legais...
 
DICAS DE COMO APRENDER A DANÇAR MELHOR
     
Recomende: facebook | twitter | orkut | msn (contato@jeitoetalento.com)
 
 
 
DICAS (JT)

DICAS (JT)
 
    ANTERIORES - PRÓX. DICAS    
    << 01 ... 01 01 01 ... 01 >> MENU  
VEJA TAMBÉM...

menu receitas CUPIM RECHEADO DE CHURRASQUEIRASALADA COLORIDA DE FRANGOGRATINADO DE FRANGOFAROFA DE CARNE SECAPICANHA AO FORNO COM SAL GROSSOBIFE PIZZASTROGONOFF DE FILÉ MIGNON COM CHAMPINGNONLOMBO AO MOLHO DE MARACUJÁPEITO DE PERU AO CHAMPANHECHURRASCO DE CARNEIROBIFES DE PERNIL AO PERFUME DE FRAMBOESACOXÃO DURO DE PANELAESCONDIDINHO DE CARNE MOÍDABIFE ACEBOLADOPERU ASSADO SIMPLESBIFE A PARMEGIANACHURRASCO GAÚCHOCHURRASCO GREGOLOMBO DE PORCO RECHEADO COM ABACAXICHURRASCO DE PÃO COM LINGUIÇACOSTELA FEITA NA PANELA DE PRESSÃOPICADINHO DE CARNE AO VINHOCHURRASCO DE FRANGO À MODA JAMAICANAABOBRINHA RECHEADA COM CARNE MOÍDABIFES AO MOLHO MADEIRAPICANHA NO ALHO E SAL GROSSOSTROGONOFF DE ALMÔNDEGASCOSTELINHA DE PORCOFRALDINHA ASSADA NA CERVEJAPEITO DE PERU AO CHAMPANHEESTROGONOFE DE FRANGOLOMBO ESPECIALBOLINHOS DE CARNE COM AMENDOIMSTROGONOFF À MINEIRAPALETA SUÍNA COM FAROFA MOLHADAESCONDIDINHO DE LOMBO COM MANDIOQUINHA

_anuncie_ __________ PORTAL __________ _anuncie_
_Portal Jeito e Talento_variedades _Frases JT _Dicas JT_como fazer, como resolver GRIFE JEITO E TALENTO _Valdirart Design_design gráfico _Vizioli Imóveis_compra, venda, administração e locação _Valdirart Design_design gráfico

Painel Jeito e Talento Painel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e TalentoPainel Jeito e Talento

(www.curiosidades.jeitoetalento.com)
(JT) (www.anuncie.jeitoetalento.com)